Não é assunto batido: quanto mais o empreendedorismo, a auto liderança, a tecnologia e as possibilidades infinitas de se realizar um trabalho aumentam, mais precisamos fazer um gerenciamento produtivo do tempo. A qualidade de vida também é diretamente proporcional à gestão efetiva do tempo.

 

Mas como a gente faz o dia ter mais horas?

 

Ainda não temos essa resposta, mas podemos reduzir a quantidade de tempo que a gente gasta com atividades que a gente precisa e quer fazer! Para isso, existem técnicas de organização e disciplina, que farão com que você aprenda a focar no que realmente importa.

 

A gestão do tempo assertiva está atrelada a três atitudes fundamentais:

 

  1. Mudar a rotina para ser mais produtivo

 

  1. Dominar ferramentas que vão ajudar na sua organização

 

  1. Manter a disciplina estabelecida por você mesmo

 

Antes de imaginar o quanto isso pode ser desafiador, entenda que executar uma tarefa completa é, sim, mais importante do que o telefone e até o e-mail, que pode te distrair. Ainda que essas sejam suas ferramentas de trabalho, o primeiro passo é focar em coordenar as atividades e fazê-las de maneira sistematizada.

 

Adote regras simples:

 

  • Aumente a produtividade avaliando cada demanda sob a ótica dos ‘5 minutos’.

Avalie se aquela atividade levará mais ou menos do que 5 minutos. Se tomará menos, faça imediatamente, sem postergar! Se sim, programe dentro do que terá para fazer no dia.

 

  • Processamento da lista do dia – to do list.

Tenha horários para checar a caixa de e-mail, o WhatsApp e o telefone. Estabeleça horários fixos e treine as pessoas a se enquadrarem naqueles horários, evitando distrações que são os grandes ladrões de tempo da rotina. Até o café que você tomará com aquele amigo deve entrar nessa lista, e ganhar um tempo só para ele no meio do seu dia.

 

  • Classifique tudo que chega para você – crie sua caixa de entrada.

Ideias, e-mails, informações, demandas e pedidos. Tudo deve ser balizado e organizado paulatinamente. Então, entenda se:

 

  1. não exige ação’ – nesse caso você avalia e joga no lixo ou guarda em local adequado para informação
  2. exige ação sem prazo’ – analise se um dia poderá ter alguma utilidade e guarde essa ideia ou dado, sem que essa se perca;
  3. não é para você’ – verifique se é possível encaminhar ou delegar essa ação, se sim, faça imediatamente;
  4. exige uma ação sua’ – se sim, nesse caso, reveja se essa demanda está incluída em algum plano de ação já estabelecido e, se não, inclua essa tarefa nova imediatamente, organizando-a dentro da sua rotina. Se você vai começar um novo projeto para atender ou responder a esta demanda, crie um plano de ação novo e estabeleça os prazos para executá-lo.

 

  • Agende tudo, de maneira visível. Isso mesmo. Na maioria das vezes você não trabalha sozinho e será necessário usar uma agenda compartilhável, até para que você compartilhe com facilidade os convites de compromisso, lembretes e etc.

 

 

O tempo X Apps de gerenciamento de tempo

 

Sistemas de apoio à gestão do tempo precisam ser um auxílio para a sua correria, mas é preciso entender que esses métodos disponíveis pela tecnologia são projetados para administrar o tempo do relógio, que não é o seu tempo – o tempo real. Para entender a diferença desses ‘tempos’, basta se lembrar de momentos em que você estava tão envolvido com algo que teve a sensação de ver o tempo parar ou quando o prazo de alguma entrega estava justo, e o relógio simplesmente correu.

 

O tempo real é determinado pela percepção que vem da sua mente e essa é uma vantagem muito estratégica, porque a criação de tempo depende de você.

 

Implementar novos hábitos e uma visão nova da disciplina diária auxiliam na eliminação de sabotadores do seu sucesso profissional, fazendo com que todas as conversas, pensamentos e ações rotineiras se tornem produtivas.

 

 

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado.