O que é ponto de equilíbrio?

Todo tipo de empreendimento exige investimento de capital, gestão e a possibilidade de se obter retorno financeiro para não gerar prejuízos e qualquer outro tipo de perda. O modelo de negócio deve descrever o ponto de equilíbrio esperado, conhecimento como break even point, ou ponto de retorno do investimento aplicado no negócio.

ponto de equilíbrio

O que é ponto de equilíbrio?

O ponto de equilíbrio faz parte do projeto de modelo de negócio para estimar, em qual fase do investimento e das atividades, será obtida a taxa de retorno do valor investido no início do negócio.

É conceituada como uma ferramenta de gestão financeira, que analisa o volume de dinheiro a ser faturado, para a manutenção do negócio e evitar prejuízos.

O ponto de equilíbrio também é considerado um indicador de segurança no projeto, calcula e estima o valor total necessário, para ser obtido através da venda de produtos e serviços, e quando esse valor total irá superar o valor dos custos e do investimento inicial.

O ponto de equilíbrio indica em qual momento o investidor obterá o seu dinheiro de volta com lucro adicional, através de projeções de vendas que possam superar suas receitas, eliminando dessa forma, qualquer risco de prejuízo.

Evitando prejuízos

Quando o empreendedor investe capital em seu próprio negócio ou quando o seu negócio recebe investimento de investidores anjos (parceiros ou sócios), ele precisa ter o objetivo de multiplicar os valores investidos, através da venda de produtos e serviços.

Em caso de se trabalhar com o dinheiro investido por terceiros, a responsabilidade aumenta, pois é necessário cobrir os custos iniciais e “pagar” pelo dinheiro dos outros que fazem parte do negócio.

Break Even Point

Em palestras e reuniões, é comum os empreendedores utilizarem o termo em inglês “break even point”, que significa o ponto de equilíbrio ou de retorno, ou seja, é a etapa que relaciona a obtenção de lucro sobre o capital investido no decorrer de determinado tempo, calculado sobre o capital inicial investido.

Permite estimar em qual etapa, a empresa irá parar de dar prejuízo e começará a dar lucros para o empreendedores e seus parceiros.

Faturamento mínimo

Calcular o faturamento mínimo que deve ser atingido, ajuda a planejar o momento do ponto de equilíbrio, fase em que a receita se iguala ou supera os custos.

É necessário calcular e indicar no projeto do negócio, para determinar as metas de vendas do produto e do serviço da nova empresa ou da nova marca. O cálculo indica qual o faturamento mínimo, a empresa deve alcançar para cobrir seus gastos.

Como obter receita?

Para atingir o ponto de equilíbrio, é necessário gerar receita para a empresa, e a melhor maneira de se obter receita, é através de vendas e compará-las com a taxa de custo fixo, para manutenção do empreendimento.

Inicialmente, o crescimento da receita pode acontecer em uma taxa menor e mais lenta do que o esperado, exigindo revisão das metas e das estratégias de vendas.

Administre os custos

Independente das metas e do planejamento no tempo e no espaço de atuação no mercado para atingir o ponto de equilíbrio, os custos permanecem e podem crescer também no decorrer das atividades da empresa.

Quando a empresa revisa as suas estratégias de vendas e posicionamento de seus produtos, para acelerar as vendas e gerar mais receitas, poderá correr o risco de aumentar os custos, caso decida contratar mais vendedores, alugar mais lojas físicas ou expandir o servidor da loja virtual.

Evolução das receitas

É necessário observar que os custos costumam sempre estar acima das receitas (volume de dinheiro adquirido com a venda) no início do negócio, caso essa situação seja permanente, o negócio tenderá a gerar prejuízos para todos os investidores e falir.

Antes de pensar em evoluir na geração de receitas, é necessário criar expectativas de geração de público consumidor de sua marca e produto, entender as necessidades de seu cliente, além de estudar estratégias de vendas que sejam acessíveis, financeiramente, para o limite de custos de sua empresa.

O que são custos e despesas fixas

O dinheiro que a sua empresa investiu na elaboração de um produto e para manter e para reformar a sede fazem parte dos custos dela.

Porém esses custos são variáveis, ou seja, você não pinta as paredes de sua empresa todos os meses e não revisa o design da embalagem de seus produtos diariamente.

Os custos variáveis estão ligados à quantidade mínima de matéria-prima, que você precisa para produzir e que pode aumentar com o crescimento da produção.

O custo fixo está ligado com o valor fixo do aluguel que você paga pela sede da empresa, a taxa condominial, folha de pagamento de seus funcionários e transporte.

Cálculo do ponto de equilíbrio

ponto de equilíbrio

O cálculo do ponto de equilíbrio segue uma fórmula simples de entender e aplicar, para facilitar a projeção do ponto de retorno no projeto de negócio, veja a seguir.

Ponto de Equilíbrio = (Custo Fixo / (Receita – Custo Variável)) x 100

Lembrando que a Margem de Contribuição = Receita – Custo Variável.

Quando o ponto de equilíbrio é atingido

A empresa, ao atingir o ponto de equilíbrio com a receita superando os custos, deve continuar contabilizando todos os gastos efetuados e, a partir do cálculo, retirar o valor do lucro para apresentá-lo aos investidores.

O empreendedor pode decidir reinvestir o lucro da empresa na própria empresa para contratar mais pessoas, criar novos produtos e serviços ou ampliar a sua distribuição.

Ponto de equilíbrio econômico

O empreendedor deve considerar por meio do ponto de equilíbrio econômico, o custo de oportunidade do dinheiro, ou seja, verificar qual a quantia mínima a ser atingida para renovação de seus recursos.

O ponto de equilíbrio não deve ser atingido somente uma vez, é necessário que as receitas da empresa estejam sempre acima dos custos, e evoluam para manter a rentabilidade da empresa e seus produtos.

Relação da receita com os preços de produtos

Para aumentar a lucratividade da empresa, geralmente, é importante revisar a precificação dos produtos.

Pois o lucro mais alto obtido por cada unidade vendida, nem sempre significa que ele será mais lucrativo para a empresa. Aplicar um percentual de taxa de retorno sobre cada item vendido inteligente, pode aumentar a venda quantitativa e a margem de ganhos, mesmo que você diminua o preço final em 5% ou 10%.

Para projetar a geração de receitas a longo prazo, avalie o histórico recente de seus produtos, compare o valor adquirido com as vendas com os custos variáveis de cada produto.

Sabemos que a receita alcançada é resultante do preço individual de cada produto, multiplicado pelo volume total produzido e vendido.

Se uma caneca custa 5,00 reais e você produziu 1.000 unidades, você poderá vendê-la por 20,00 reais e ter uma projeção total de receita de 20.000 reais, subtraindo os 5.000 reais investidos para produzir.

Caso você venda todas as 1.000 unidades, você gerará 15.000 reais de receita, e parte desse lucro poderá ser usado para cobrir custos com funcionários, gastos com energia elétrica, transporte para entrega, etc.

Tempo para alcançar o ponto de equilíbrio

É necessário estimar quanto tempo a sua empresa terá para atingir o ponto de equilíbrio.

Você pode vender 1.000 canecas em um único dia ou levar mais de um ano para vender todo o seu estoque, o tempo é uma variável que pesa bastante na projeção de geração de receitas. O tempo consome expectativas, renovação de estoque, valores investidos, gera perdas e ganhos dependendo do resultado alcançado.

Diferencial em seu projeto

ponto de equilíbrio

Para atingir a receita necessária, é importante elaborar um projeto de produto e serviço, que atenda às necessidades de determinado público-alvo, que supere os concorrentes e os similares no mercado, que mantenha o cliente informado e seguro e simplifique a distribuição e oferta.

A venda é a principal etapa de geração de receita, mas antes dela acontecer, é necessário repensar o posicionamento da marca, a missão da marca e do produto, a distribuição, o atendimento, a linha de fornecimento e principalmente, a precificação.

Produtos e serviços com maior taxa de envolvimento, que custam mais caro e são complicados de serem adquiridos, possuem uma saída mais lenta, isso deve ser considerado na projeção de vendas de geração de receitas.

Por outro lado, produtos e serviços com baixa taxa de envolvimento, apresentam potencial de venda e saída mais rápida, permitindo um retorno financeiro mais baixo, mas com ritmo de vendas mais forte.

Por exemplo, o que é mais fácil vender numa praia durante um dia de verão escaldante… um carro luxuoso de 500 mil reais ou uma água de coco de 10,00 reais?

Neste exemplo, a água de coco está melhor posicionada para atender às necessidades dos consumidores. E, mesmo que você exponha o automóvel luxuoso em uma concessionária situada em um bairro onde os moradores possuem alto poder aquisitivo, não é todo dia que todas as pessoas com alto poder de compra adquirem um carro de luxo.

Portanto, analise o potencial de giro que seu produto possui no mercado. Analise a precificação e a utilidade que o mesmo terá na vida das pessoas. Vender e gerar receita é resolver os problemas e necessidades de seus clientes.

Conheça mais sobre o Black Belt: https://www.gradusct.com.br/o-black-belt/

Controle estatístico de Processo TPS - Sistema Toyota de Produção

10

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado.