O que é metodologia Agile?

A metodologia Agile refere-se a uma prática que incentiva a interação contínua de desenvolvimento e teste durante todo o ciclo de vida de desenvolvimento do projeto e de softwares.

Diferente do modelo Waterfall (cascata), as atividades presentes em seus métodos são simultâneas. Ela oferece a capacidade de criar e responder às mudanças, sendo um dos melhores caminhos para obter o sucesso, mesmo em ambiente turbulento.

Em português, o Método Ágil (referido assim na língua portuguesa) é a capacidade de criar e responder às mudanças. É uma maneira de lidar com situações novas e, finalmente, ter sucesso mesmo num ambiente incerto e turbulento.

Ser ágil é o mesmo que desenvolver capacidade de resposta à mudança e ter força no processo de adaptação.

Através desse conjunto de métodos, os gestores e suas equipes podem observar o que está acontecendo, identificar a incerteza que está enfrentando e descobrir como pode se adaptar a isso no decorrer do avanço de um projeto.

Podemos definir Agile como um processo através do qual uma equipe de trabalho pode gerenciar um projeto através de etapas bem definidas. Nesse caso, a equipe pode dividir o projeto em várias etapas e contar com a colaboração constante das partes interessadas na busca de melhoria e interação contínuas na realização do projeto.

A sua aplicação pode iniciar com os clientes, permitindo descrever, como, por exemplo, como o produto final será usado e qual problema será resolvido a partir de sua utilização.

Qual é a importância das expectativas do cliente?

A aplicação dessa metodologia ajuda a enxergar as expectativas do cliente para a equipe do projeto.

Em sua aplicação, as equipes passam por um processo de planejamento, execução e avaliação, aprimorando a qualidade da entrega para o cliente final.

Enfatizamos que a colaboração contínua é essencial, tanto entre os membros da equipe quanto com as partes interessadas no projeto, para tomar decisões totalmente informadas.

A importância do processo no projeto

A interação mútua é fundamental na aplicação desses métodos, lembramos que o processo apresenta:

  1. Planejamento;
  2. Execução;
  3. Avaliação.

O desenvolvimento dos quatro valores principais

Na aplicação da metodologia Agile, seja no desenvolvimento de um projeto ou software, temos quatro valores principais:

  1. Interações individuais e de equipe sobre processos e ferramentas;
  2. Software que trabalha sobre uma documentação completa;
  3. Colaboração do cliente sobre negociação de contrato
  4. Respondendo a mudanças após seguir um plano.

Método ágil Vs Cascata (Waterfall)

Fazendo comparações, os dois modelos Ágile e Waterfall são dois métodos diferentes para o processo de desenvolvimento de software.

Mesmo sendo diferentes em sua abordagem e aplicação, os dois métodos são úteis para a empresa, dependendo do requisito e do tipo do projeto.

Benefícios gerais do método Agile

Na aplicação da metodologia Agile, podemos afirmar que esse modelo é mais fácil de ser introduzido num processo de aplicações e projetos menores, porém não é estruturado profundamente em comparação com o modelo em cascata.

Porém, com a metodologia que apresentamos, os pequenos projetos podem ser implementados muito rapidamente. Por outro lado, para projetos maiores, é difícil estimar o tempo de desenvolvimento.

Nos testes relacionados aos softwares e projetos, quando a interação é concluída, os recursos e dados podem ser liberados para o cliente. Dessa forma, novos recursos são utilizados logo depois de cada evento ou teste realizado sobre o processo e produto final.

 Os principais métodos utilizados

Essa metodologia apresenta diferentes perfis e combinações de métodos de testes, leia a seguir.

  •  Scrum

O método Scrum  se concentra especificamente em como gerenciar tarefas em um ambiente de desenvolvimento baseado em equipe. Certas empresas o consideram uma estrutura de desenvolvimento e não somente uma metodologia engessada.

No procedimento de aplicação do Scrum, podemos analisar alguns pontos importantes:

1 – Scrum Master

O Mestre é responsável pela criação da equipe, pela reunião do sprint e remove os obstáculos ao progresso

2 – Proprietário do produto

O Dono do Produto cria um backlog do produto, priorizar o backlog e é responsável pela entrega da funcionalidade a cada iteração

3 – Equipe Scrum

A equipe gerencia seu próprio trabalho e organiza o trabalho para concluir o sprint ou ciclo

4 – Produtos pendentes

No processo de desenvolvimento e testes, a fase de produtos pendentes refere-se a um tipo de um repositório no qual os requisitos são rastreados com detalhes sobre o número de requisitos, incluindo históricos de usuário, a serem concluídos para cada release apresentado.

Ele deve ser mantido e priorizado pelo Dono do produto e distribuído à equipe de scrum. A equipe também pode pedir uma nova adição ou modificação ou exclusão de requisito do processo.

A metodologia e as práticas Scrum

Na elaboração e aplicação da metodologia Ágil, a aplicação de teste Scrum envolve práticas específicas como o fluxo de processos de metodologias Scrum e do teste em si.

As práticas Scrum

Quando falamos em fluxo do processo das metodologias Scrum, estamos falando de um conjunto de habilidades e possibilidades que podem ser testadas e reconhecidas conforme declaramos na lista seguir:

  1.  Cada interação de um scrum é conhecida como Sprint;
  2. A lista de pendências do produto é uma lista em que todos os detalhes são inseridos para obter o produto final;
  3. No processo de aplicação, em cada Sprint, as principais histórias de usuários do backlog do produto são selecionadas e transformadas em backlog do Sprint;
  4. A equipe trabalha no backlog do sprint definido;
  5. A equipe verifica o trabalho diário.

A conclusão do sprint

Na etapa de conclusão dos testes e do sprint (arrancada) a equipe de trabalha orientada pela metodologia Agile poderá entregar funcionalidade do produto conforme o planejado.

  • Realização da Programação Extrema (XP)

No processo de desenvolvimento e testes de softwares, também podemos utilizar a técnica de Programação eXtreme (XP). Essa técnica é muito útil quando há demandas ou requisitos em constante mudança por parte dos clientes ou quando eles não têm certeza sobre a funcionalidade do sistema.

Metodologias usadas do Agile

Ajuda a manter o ritmo de lançamentos frequentes do produto em curtos ciclos de desenvolvimento, o que melhora inerentemente a produtividade do sistema e introduz um ponto de verificação em que quaisquer requisitos do cliente podem ser facilmente implementados.

Nessa linha, a técnica XP desenvolve softwares mantendo o cliente no alvo. Nessa percepção, a técnica XP pode ser adicionada ou combinada com a metodologia Agile.

Nesse tipo de metodologia, as liberações são baseadas nos ciclos mais curtos chamados Iterações, com período de catorze dias.

No projeto e desenvolvimento, cada interação inclui fases como codificação, teste de unidade e teste de sistema, onde em cada fase alguma funcionalidade menor ou maior será criada no aplicativo.

As fases da programação extrema:

Existem 6 fases disponíveis no método Agile XP e são explicadas da seguinte maneira:

1 – Planejamento

Esta fase envolve a identificação de partes interessadas e patrocinadores; requisitos de infra-estrutura; informações e coleta relacionadas à segurança; acordos de nível de serviço e suas condições.

2 – Análise

Nesta segunda etapa temos a captura de históricos em estacionamento de dados ou servidor; priorização de histórias no estacionamento; limpeza dos históricos para criação de estimativas; definição de SPAN; planejamento de recursos para as equipes de desenvolvimento e controle de qualidade.

3 – Desenho

Nesta terceira fase contamos com pequenas etapas referentes à divisão de tarefas, preparação do cenário de teste para cada tarefa, estrutura de automação de regressão, divisão de tarefas, estrutura de automação de regressão posterior, execução e codificação.

4 – Teste de Unidade

Essa fase vincula a execução de cenários de teste manual; geração de relatórios de defeitos; conversão de casos de teste de regressão manual para automação; revisão da Iteração Média; e revisão de fim de iteração.

5 – Invólucro

Abrange as pequenas Versões, teste de regressão, demonstrações e comentários. Permite desenvolver novas histórias com base na necessidade gerando melhorias de processo com base nos comentários de revisão de final de interação.

6 – Conclusão

Envolve processo ligados ao lançamento do piloto (produto teste), treinamento, lançamento de produção, garantia de produto, revisão e suporte à produção.

Evolução dos trabalhos

No aprofundamento da aplicação da metodologia Agile, podemos aplicar esses passos essenciais para o desenvolvimento, lembrando que há storyboards disponíveis para acompanhar o trabalho diariamente, e os listados abaixo são para referência

Existem dois storyboards disponíveis para acompanhar o trabalho diariamente, e os listados abaixo são para referência.

1 – Story Cardboard

Essa é uma maneira tradicional de coletar todas as histórias em um quadro na forma de notas para acompanhar as atividades diárias de XP. Como esta atividade manual envolve mais esforço e tempo, é melhor mudar para um formulário online.

2 – Online Storyboard

A ferramenta online Storyboard pode ser utilizada para armazenar os históricos. Várias equipes podem usá-lo para diferentes propósitos.

  • Metodologias de Cristal

A Metodologia de Cristal é baseada em três conceitos que podemos aprender com facilidade conforme a descrição a seguir.

1 – Fretamento

Várias atividades envolvidas nesta fase estão criando uma equipe de desenvolvimento, realizando uma análise preliminar de viabilidade, desenvolvendo um plano inicial e aperfeiçoando a metodologia de desenvolvimento.

2 – Entrega cíclica

A principal fase de desenvolvimento consiste em dois ou mais ciclos de entrega, durante os quais a equipe atualiza e refina o plano de liberação.

Permite também implementar um subconjunto dos requisitos por meio de uma ou mais iterações de integração de teste de programa, mesmo envolvendo a metodologia Agile.

3 – Revisão

Refere-se à revisão do plano do projeto e metodologia de desenvolvimento adotada

4 – Conclusão

As atividades executadas nesta fase são de implantação no ambiente do usuário, análises e reflexões pós-implantação são realizadas.

  • Método Dinâmico de Desenvolvimento de Software (DSDM)

O DSDM é uma abordagem de desenvolvimento rápido de aplicativos (RAD) para desenvolvimento de software e fornece uma estrutura de entrega de projeto orientado pela metodologia Agile.

O aspecto importante do DSDM é que os usuários precisam se envolver ativamente e as equipes têm o poder de tomar decisões. A entrega frequente do produto se torna o foco ativo do DSDM.

As principais técnicas usadas no DSDM são

1 – Time Boxing;

2 – Regras do MoSCoW;

3 – Prototipagem.

Metodologia moScoW

O projeto DSDM consiste em 7 fases essenciais:

1 – Pré-projeto;

2 – Estudo de viabilidade;

3 – Estudo de negócios;

4 – Interação de Modelo Funcional;

5 – Projetar e criar Iteração;

6 – Implementação;

7 – Pós-projeto.

  • Desenvolvimento Orientado a Recursos (FDD)

Este método é focado em recursos de design e construção. Diferentemente de outros métodos ágeis, o FDD descreve fases muito específicas e curtas do trabalho que devem ser realizadas separadamente por recurso.

Ele abrange as instruções de domínio, inspeção de design, promoção para construção, inspeção e design de código. A FDD desenvolve o acompanhamento de produtos seguindo o objetivo.

A FDD permite:

1 – Modelagem de Objetos de Domínio;

2 – Desenvolvimento por recurso;

3 – Propriedade de componente / classe;

4 – Equipes de destaque;

5 – Inspeções;

6 – Gerenciamento de configurações;

7 – Construções regulares;

8 – Visibilidade do progresso e resultados.

  • Desenvolvimento de software enxuto

No processo de desenvolvimento de processos e softwares orientado pela metodologia Agile, ainda podemos contar com o método de desenvolvimento de software enxuto, cuja aplicação é baseada no princípio “Produção just in time”.

O objetivo é aumentar a velocidade do desenvolvimento de software e diminuir os custos. O desenvolvimento enxuto pode ser resumido em sete etapas, como descrevemos a seguir.

1 – Eliminando o desperdício;

2 – Ampliando o aprendizado;

3 – Adiar o compromisso;

4 – Entrega antecipada;

5 – Capacitar a equipe;

6 – Construindo Integridade;

7 – Otimização geral.

Combinando com o Kanban

Sabemos que o kanban refere-se a uma das ferramentas conceituais do lean manufacturing que visa aplicar a produção enxuta para reduzir erros e desperdícios.

A ferramenta kanban surgiu originalmente da palavra japonesa que significa, um cartão contendo todas as informações necessárias para serem feitas no produto em cada estágio ao longo de seu caminho até a conclusão.

Dentre a combinação do kanban com a abordagem Agile aplica as seguintes etapas para obtenção de métrica ágeis.

Fator de arrasto

Esforço em horas que não contribuem para a meta de sprint (arrancada). O fator de arrasto pode ser aprimorado reduzindo o número de recursos compartilhados, reduzindo a quantidade de trabalho sem contribuição

Novas estimativas podem ser aumentadas em porcentagem do fator de arrasto.

Velocidade

Envolve a quantidade de backlog (históricos de usuário) convertidas em funcionalidade imperdível do sprint. O intervalo de tempo necessário para concluir a compilação diária. Busca identificar os erros detectados em uma iteração ou em iterações anteriores.

Visão geral das metodologias

Um infográfico mostrando como funciona uma metodologia Agile

O núcleo da metodologia Agile foi desenvolvido por 17 pessoas em 2001, por escrito. A partir do Manifesto Ágil de Desenvolvimento de Software adotaram uma mentalidade inovadora ao agregar valor e colaborar com os clientes.

Numa abordagem inicial, os quatro principais valores do Agile são expressos como:

1 – Indivíduos e interações sobre processos e ferramentas;

2 – Software que trabalha sobre uma documentação completa;

3 – Colaboração do cliente sobre negociação de contrato;

4 – Respondendo a mudanças após seguir um plano.

Frameworks de metodologias

Em sua aplicação está ligada a outros métodos de testes e melhorias como o Scrum, Kanban, Extreme Programming (XP) e Adaptive Project Framework (APF).

O Agile trata-se de um processo para gerenciar um projeto caracterizado por iteração e colaboração constantes na equipe como um todo.

Busca responder mais plenamente às necessidades de um cliente perante uma situação e produção.

A seguir apresentamos a definição resumida de cada termo apresentado no tópico anterior para você ter um entendimento mais amplo de cada aplicação.

  • Agile

Referente a uma metodologia de gerenciamento de projetos caracterizada pela construção de produtos que os clientes realmente desejam, usando ciclos de trabalho curtos que permitem produção rápida e revisão constante.

  • Kanban

Como já apresentado neste artigo, é uma abordagem visual ao gerenciamento de projetos, em que as equipes criam representações físicas de suas tarefas, geralmente usando notas em quadros brancos ou através de aplicativos online.

As tarefas são movidas por estágios pré-determinados para acompanhar o progresso e identificar obstáculos comuns.

  • Scrum

Neste artigo aprofundamos bastante sobre a ferramenta e o teste Scrum, é uma metodologia através da qual uma equipe pequena é liderada por um Scrum Master, cuja principal tarefa é eliminar todos os obstáculos à conclusão do trabalho.

O trabalho aplicável num projeto é realizado em ciclos curtos chamados de sprints (arrancada), mas a equipe se reúne diariamente para discutir as tarefas atuais e os obstáculos que precisam ser resolvidos.

  • Estrutura de Projeto Adaptável (APF)

Uma metodologia de gerenciamento de projetos que surgiu da ideia de que a maioria dos projetos de TI não pode ser gerenciada usando os métodos tradicionais de gerenciamento de projetos. O trabalho é realizado em etapas e avaliado após cada etapa.

  • Gerenciamento extremo de projetos (XPM)

Uma metodologia de gerenciamento de projetos em que você pode alterar o plano, o orçamento e até a entrega final para atender às necessidades de mudança, independentemente do nível do projeto.

Os benefícios no mercado

Sabemos que desenvolver softwares se tornou numa das principais atividades do mercado digital. O desenvolvimento de aplicativos orientados pela metodologia Agile criou ambiente para o conceito de ágil software.

O mercado se beneficia bastante com a aplicação dessa metodologia que envolve estruturas como Scrum , Extreme Programming ou Feature-Driven D.

Esse tipo de desenvolvimento é superior às práticas como programação em pares, desenvolvimento orientado a testes , stand-ups , sessões de planejamento e sprints individuais.

O desenvolvimento de softwares

Desenvolvimento de software seguindo essa metodologia é um termo genérico para um conjunto de estruturas e práticas baseadas nos valores e princípios expressos no Manifesto para Desenvolvimento Ágil de software.

Quando a empresa aborda o desenvolvimento de software de uma maneira específica, geralmente é bom aplicar o projeto de acordo com esses valores e princípios e usá-los para ajudar a descobrir as coisas certas a serem feitas.

As abordagens certas

A metodologia Agile se diferencia das demais metodologias por focar nas pessoas que fazem o trabalho e como elas trabalham juntas.

Dessa forma, as soluções evoluem através da colaboração entre equipes multifuncionais auto-organizadas, utilizando as práticas apropriadas para o seu contexto de mercado.

Isso não significa que não há gerentes, mas significa que as equipes têm a capacidade de descobrir como vão abordar as coisas por conta própria.

As equipes são multifuncionais e não precisam ter funções específicas envolvidas tanto quanto quando, quando a empresa reúne a equipe, a corporação garante que possui todas as habilidades certas na equipe.

No trabalho de atuação, os gerentes garantem que os membros da equipe tenham ou obtenham os conjuntos de habilidades corretos.

Dessa forma, a gerência consegue afastar e deixar a equipe descobrir como vão entregar os produtos, mas intervêm quando as equipes tentam, mas não conseguem resolver os problemas.

As práticas técnicas específicas são aplicadas diretamente com o desenvolvimento de software de maneira a ajudar sua equipe a lidar com a incerteza.

Conclusão

Portanto, lembramos que a metodologia Agile também é uma mentalidade. Envolve valores e princípios de saber lidar com a certeza na busca de um projeto excelente.

O Manifesto Ágil E apresenta princípios que orientam seus desenvolvedores e aplicadores, pois são valores e princípios que oferecem orientações sobre como criar e responder às mudanças, e como lidar com a incerteza.

Dessa forma, é importante seguir os valores e princípios ao realizar um projeto bem orientado. É importante observar o contexto do produto e do mercado, conhecer as estruturas, práticas e técnicas que podem ser aplicadas para desenvolver o melhor produto final.

Sabemos que a metodologia é o conjunto de convenções que uma equipe concorda em seguir para aplicação no projeto. Cada que cada equipe terá sua própria metodologia, que será diferente em formas pequenas ou grandes da metodologia de qualquer outra equipe.

As metodologias são reconhecidas como convenções que uma equipe escolhe seguir de uma maneira que segue também os valores e princípios da metodologia Agile.

O fundamental é melhor o processo de aplicações e desenvolvimento de processos e softwares de modo otimizado em prol da excelência.

Leia mais: Conheça nosso curso de Lean Manufacturing e seja um verdadeiro Especialista!

Nome da profissional que fez o artigo matriz bcg

 

 

 

 

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado.