Kaizen é mais do que um método, é uma filosofia

Kaizen – Origem e Definição

A tradução livre de kaizen é “mudar” para “melhor”, o que esta diretamente ligado a melhoria contínua.

O kaizen foi criado na Toyota, e é uma das bases do “Toyota Production System” que compreende outros itens importantes como Just in Time, Jidoka, trabalho padronizado, sistemas puxados, etc.

TPS - Toyota Prodution System
Fonte: www.mdpi.com – TPS: Sistema Toyota de Produção

É muito comum escutar derivações da palavra kaizen, como evento rápido, melhoria rápida, dentre outras. Mas no que consiste um kaizen? Consiste num evento que terá 01 semana de preparação, 01 semana de execução e normalmente 3 semanas de acompanhamento, envolvendo pessoas de diferentes áreas para a melhoria de um processo, como mostrado abaixo:

 

Semanas do Kaizen
Fonte: GRADUS, 2018

 

Preparação do Pré-Evento (Definir e Medir): Definir o objetivo do evento, agenda, coletar dados e assegurar preparativos (sala, refeição, etc).

Evento Kaizen (Analisar e Melhorar): Implementar soluções rápidas e de realização imediata durante o evento, garantindo que as demais ações estejam na planilha 5W2H.

Seguimento do Evento (Controlar): acompanhar os resultados e os planos de ação.

A sua utilização tem que ser bem pensada, pois não se pode correr o risco de querer resolver tudo com o kaizen. Deve-se usar:

    • Quando fontes de desperdício óbvias foram identificadas.
    • Quando o escopo e os limites de um problema são definidos e compreendidos claramente.
    • Quando o risco de implementação é mínimo.
    • Quando os resultados são necessários imediatamente – isto é, restrições de capacidade, redução de setup, problemas de qualidade graves, questões de segurança/ergonomia.
    • Nas fases iniciais de um projeto, para aumentar a velocidade e adquirir credibilidade.

O kaizen também é conhecido como DMAIC acelerado, ou seja, durante o evento são percorridas as etapas Definir, Medir, Analisar, Melhorar (I) e Controlar do Lean Six Sigma. Há variados tipos de kaizen dependendo do que se deseja melhorar, por exemplo pode-se definir a redução de 60% do setup de máquina como um objetivo ou redução nas fontes potenciais de acidentes.

Definir (Semana de preparação, antes de iniciar o Kaizen):

Defina claramente o objetivo do Kaizen.

Preparação do pré-evento:

Selecione membros da equipe, realize logística, notificações, coleta de dados, e prepare treinamento.

Medir (Semana de preparação e segunda-feira do evento):

Valide o mapa de fluxo do valor do processo. Complete um layout de fluxo de recursos para todas as operações ou tarefas, se necessário (pessoal, papel, material, máquinas, informação).

Observe cuidadosamente, depois colete métricas necessárias para tarefas ou etapas do processo selecionado: “Crie o BASE LINE!!”

Analisar (terça-feira-quarta-feira):

Valide rapidamente causas raiz e identifique/revise fontes de desperdício.

Revise técnicas de eliminação de desperdício, depois faça brainstorming dos melhoramentos do processo para eliminar tarefas de valor não agregado (VA e BNVA) também e reduzir a variação.

Melhorar (quarta-feira-sexta-feira):

Crie lista de itens de ação para realizar melhoramentos.

Implemente melhoramentos do processo, treine empregados, depois teste, ajuste e garanta que o processo é estável.

Controlar (quinta-feira-sexta-feira)

Crie procedimentos operacionais padrão para documentar e sustentar melhoramentos.

Apresente resultados à equipe de gerenciamento e desenvolva plano para monitorar resultados ao longo do tempo.

 

Kaizen – Princípios

Para ser efetivo o kaizen exige que certos princípios sejam seguidos para que se eleve a posição dele para um modo de agir ao invés de simplesmente um método de melhoria:

  1. Não use o “acho que”. Trabalhe com fatos e dados.
  2. Provoque o estado atual das coisas, ou seja, não se conforme com o estado atual.
  3. Tenha foco nas etapas do kaizen.
  4. Líderes tem que dar o exemplo e participar do kaizen.
  5. Reforce o trabalho em equipe para achar soluções robustas para os problemas.
  6. Confira em “loco” as informações.
  7. Zele pela segurança.
  8. Encontre as causas raízes.
  9. Gerencie os planos de ação de perto.
  10. feedback.
  11. Celebre os resultados!

 

Kaizen – Tipos

Há vários tipos de kaizen, sendo que os mais conhecidos estão abaixo listados:

  • Redução de Setup (SMED): diminuir tempo necessário para preparar por exemplo uma máquina antes de produzir um produto.
  • Sistemas de produção puxada genéricos: usado para reduzir a quantidade de estoque em processo, reduzindo assim o lead time e os custos.
  • Eliminação de valor não adicionado: deixar num processo somente atividades que o cliente paga.
  • 5S
  • Layout: achar posicionamento ideal para máquina e pessoas.
  • Fluxo de Processo: melhorar o fluxo dos processos com a intenção de otimizar, eliminar desperdícios e reduzir problemas de qualidade.
  • Segurança: identificar e corrigir itens de segurança na área e nas máquinas
  • Redução de Lead Time: reduzir o tempo em que se leva para entregar um produto, processo ou serviço.
  • RIE – Rapid Improvement Event: reduzir tempos, aumentar produtividade e garantir que as melhorias não regridam.

 

Kaizen – Importância e Sugestão de Leitura

Como visto, o kaizen é sem dúvida alguma um meio de se obter resultados consistentes através de poucas semanas de trabalho em equipe. Como sugestão de leitura seguem alguns livros:

 

Sugestão de Leitura

 

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado.