O que é bitcoin?

Antes de dizer o que é um bitcoin e seus correlatos como gráfico bitcoin e outros, é preciso explicar o que é uma criptomoeda: é uma moeda digital que se tornou um meio digital de comércio destinado a qualquer nação ou governo específico.

Bitcoin é uma criptomoeda criada em 2009 que pode ser comercializada em locais chamados de marketplaces ou “bitcoin exchanges” que permitem que indivíduos comprem ou vendam bitcoins com diferentes moedas.

As transações são criadas sem intermediários, isto é, sem bancos! Bitcoin pode ser utilizado para reservar hotéis na Expedia, comprar móveis Overstock e comprar jogos de Xbox.

No entanto, muito do apelo é sobre como se tornar rico usando, e garimpando bitcoins (mining), uma vez que o preço do bitcoin disparou aos milhares em 2017.

Quem inventou o Bitcoin?

Satoshi Nakamoto escreveu o artigo técnico sobre Bitcoin em 2008, e o Bitcoin inicial foi produzido no ano seguinte. É incerto quem Nakamoto é, no entanto, e há rumores de que o pseudônimo pode representar mais de um indivíduo.

As funções de geração de novos bitcoins, e de monitoramento das transações de Bitcoin (gráfico bitcoin) andam de mãos dadas, e as duas são realizadas através de um processo chamado “mineração” ou mining em inglês. É aí que começa a ficar um pouco complexo.

A mineração acontece quando um computador ou um sistema de computadores usa o software Bitcoin. Esse software gera novas entradas na lista geral de negociações do Bitcoin, conhecidas como cadeias de bloco (blockchain).

gráfico bitcoin
Mining (mineiração)

O Bitcoin é uma criptomoeda e o blockchain é a tecnologia que o sustenta, e é um registro público de todas as transações que ocorreram, não podendo ser adulterado ou alterado retrospectivamente.

A matemática relativa ao Bitcoin é complexa, mas muito precisa o que acaba por gerar mais confiança. Como qualquer um pode baixar e instalar o software Bitcoin gratuitamente, o processamento de pagamentos e a manutenção de registros do Bitcoin são realizados de maneira variada, em vez de usar somente servidor específico e estar mais vulnerável a ataques.

Quando são criadas novas blockchains, também são criados novos bitcoins, mas há um limite rígido para quantos existirão.

O sistema foi criado para produzir mais bitcoins primeiro, depois para diminuir exponencialmente ao longo do tempo. O primeiro par de blockchain foi  criado com 50 bitcoins. O próximo conjunto criado com 25 bitcoins, etc.

Novas blockchains são criadas aproximadamente a cada 10 minutos, e se mais computadores estiverem minerando ativamente, o programa que eles estão executando será mais exigidos e, portanto, mais lento para compensar.

Atualmente, existem cerca de 12,4 milhões de bitcoins no mundo, e o gráfico bitcoin nunca foi tanto usado.

Vantagens e Desvantagens?

Bitcoins podem ser usados ​​para comprar produtos anonimamente, e além disso, os pagamentos globais são simples e baratos porque os bitcoins não estão vinculados a nenhum país ou banco.

gráfico bitcoin

Pequenas empresas podem gostar deles porque além de acompanhar a evolução através de gráfico bitcoin,  não há taxas de cartão de crédito, e algumas pessoas simplesmente compram bitcoins dentro de um investimento, esperando que eles aumentem seu valor.

Há muitas vantagens adicionais da tecnologia bitcoin, que nosso sistema bancário típico não pode nos fornecer até agora. Aqui estão as principais vantagens do Bitcoin:

Identidade oculta:

  •  Entre as maiores vantagens das tecnologias Bitcoin esta o anonimato das transações como mencionado.
  •  Como transações ou contas sob tecnologias de bitcoin não têm nada a ver com identidades do mundo real, um indivíduo pode simplesmente analisar os dados como desejar.
  • Não é possível encontrar a identidade real de qualquer pessoa, que podem enviar ou receber bitcoins para endereços que são apenas as cadeias de 30 caracteres.

Nenhum gatekeeper:

  • Para usar o sistema bancário, você tem muitos gatekeepers, que são sistemas intermediários para garantira as transações, como por exemplo o número do banco, número da agência, número da conta, cpf, as senhas digitais e tokens, que aprovam e garantem que suas transações estão corretas.
  • Sob a tecnologia bitcoin, você precisaria assumir a responsabilidade sozinho. Não há nenhum gatekeepers e qualquer pessoa com o software aberto pode receber ou enviar bitcoins.

Mais garantido:

  • Outro benefício da tecnologia bitcoin é que é quase impossível hackear suas contas sob bitcoin.
  • Os fundos de Bitcoin estão bloqueados no sistema de criptografia. Se você é o proprietário de uma chave privada, somente você pode enviar moeda criptografada, ou seja, bitcoins.
  • Desde que seja feito usando criptografia, e números enormes, é impossível hackear.

Rápido e internacional:

  • Mais uma vantagem da tecnologia bitcoin é que ela é super rápida. Quando a transação é iniciada, ela é propagada instantaneamente para a comunidade global, e a transação é confirmada em poucos minutos.
  • E porque é realizada usando uma ampla rede global, a localização do proprietário não conta. Você pode enviar bitcoins para seus parentes próximos ou para um amigo no exterior utilizando esta tecnologia.
  • Outra vantagem é que você pode acompanhar a evolução com o gráfico bitcoin:
Gráfico bitcoin
Gráfico bitcoin

A única desvantagem possível das tecnologias de bitcoin é que todas as transações são permanentes. Depois que a transação é iniciada, ela é concluída.

Ninguém pode desfazer essa transação, pois sob esta tecnologia não há rede de segurança. Se você enviar seu dinheiro para alguém, a transação é feita na hora, sem possibilidade de volta.

É por isso que é necessário primeiro confirmar para quem você está enviando seu capital. Você tem que ser mais responsável em enviar dinheiro sob bitcoin.

Onde conseguir informações no Brasil?

Há um portal com todas as informações que você desejar sobre esta tecnologia, inclusive gráficos bitcoin: https://portaldobitcoin.com/bitcoin/

O que se pode comprar no Brasil?

Embora ainda bem incipiente, o mercado brasileiro já começa a abraçar a ideia. Pelo Coinmap.org, a região sudeste é onde está a maior concentração de estabelecimentos que aceitam a moeda virtual como forma de pagamento. São Paulo, Curitiba e Porto Alegre se destacam. No país, já são mais de 180 locais cadastrados no mapa.

gráfico bitcoin

Shopping Paço Alfândega, em Recife, é o primeiro do Brasil a aceitar bitcoins como pagamento em todas as suas lojas, estratégia que entrou em ação em janeiro de 2018 e esta sendo monitorada via gráfico bitcoin (gráfico como os de ações).

Segundo o economista e especialista em bitcoin Adilson Silva, do grupo global de consultoria e contabilidade Mazars Cabrera, embora a moeda ainda não seja regulamentada pelo Banco Central, os comerciantes podem se beneficiar ao aceitar a moeda virtual.

“Eles ganham duas vezes: vendem o produto sem o desconto de taxas do banco e também se beneficiam da variação positiva da moeda”, afirma. “É um caminho sem volta, assim como o cartão de crédito foi em sua época”.

Alguns poréns

As vantagens do bitcoin também criam empecilhos para a popularização da criptomoeda por aqui. O consultor da Mazars Cabrera observa que se a falta de regularização é boa por um lado, por outro há o risco do governo cobrar taxas desvantajosas quando começar a olhar para isso.

“E o comerciante também precisa lembrar que quando ele transformar esse valor em dinheiro, a Receita Federal cobrará imposto sobre a variação do valor de venda do produto, e do dinheiro que ele retira depois” Em outras palavras, quando ele recebe em bitcoin, o ganho real é menor do que o aparente.

A empresária Talita Noguchi, dona do bar, bicicletaria e oficina Las Magrelas, de São Paulo, decidiu aceitar pagamento em bitcoin, mas logo abandonou a ideia.

“As pessoas me contatavam muito sobre o bitcoin, e por que estavam fazendo isso e como funcionava, mas ninguém queria pagar em bitcoin. Ainda mais agora com as notícias de valorização, todo mundo só quer guardar para investimento, ninguém quer gastar”, afirma.

Ela conta que resolveu aceitar a forma de pagamento porque a tecnologia atravessava a lógica de circulação tradicional do dinheiro. “Já ganhei bastante dinheiro com bitcoin, mas hoje não vale mais a pena para mim”.

Já Max Alves, dono da franquia da agência de viagens Clube Turismo, de Porto Alegre, passou a aceitar o pagamento com a criptomoeda há um ano para todos os serviços, pensando em minimizar as taxas cobradas, principalmente sobre a contratação de pacotes por estrangeiros.

Mas ainda se diz cauteloso.

“A oscilação do mercado está muito grande, o que pode ser visto em qualquer gráfico bitcoin, por isso decidimos parar de fazer a divulgação disso”, diz. Estavam atraindo cada vez mais  curiosos que não entendem a lógica do bitcoin, do que pessoas já está habituadas com a criptomoeda.

Que tal abrir a carteira virtual?

Com base nas informações do Coinmap.org, selecionamos uma lista de serviços e produtos que já podem ser adquiridos com bitcoin. Confira:

Alimentos
Os americanos já conseguem pagar seus lanches do Subway com a criptomoeda em algumas franquias da rede espalhadas pelo país. Em junho, uma loja do Burger King de Moscou, na Rússia, anunciou ser a primeira do mundo a aceitar bitcoins, e que em breve outras lojas do país fariam o mesmo. No Brasil, há várias opções, como uma unidade da doceria The Brownie Shop e a Tartuferia San Paolo, em São Paulo; o Bar do Beto, no Rio de Janeiro; e a Trapista Hamburgueria e Cervejaria, de Curitiba.

Transporte
Obviamente o empresário Elon Musk não perderia a chance de ser um dos pioneiros também nesse quesito. A Tesla já anunciou que comercializou um Tesla Model S com transações de bitcoin. Em São Paulo, a transportadora Rampoldi & Marques aceita a moeda virtual para o pagamento de suas entregas. Vai à Argentina e precisa de translado? Abra a carteira de bitcoins para comprar com a empresa Global Vip.

Viagem
Desde 2014, a Expedia, um dos maiores sites de viagem do mundo, aceita reservas para hotéis e pacotes usando a moeda virtual. Não é difícil achar agências pelo mundo que seguiram o mesmo exemplo. Existe inclusive a BtcTrip, que trabalha exclusivamente com bitcoins.

No Brasil, a sede de Porto Alegre da Clube Turismo começou a trabalhar com bitcoin em 2016. Se você está procurando um lugar para dormir, diversas hospedagens do Brasil já aceitam pagamento na moeda virtual, como a Kyrios, em Maresias (RJ), o Residencial Castor, em Natal (RN) e o Giramondo Hostel, de São Paulo (SP).

Doações
A ONG global Save the Children, que trabalha pelos direitos das crianças, aceita doações em bitcoins desde 2014. Na mesma época, a Wikimedia, fundação responsável pela Wikipedia, também resolveu seguir o mesmo caminho.

Outros
A lista de serviços que podem ser pagos em criptomoedas só aumenta. A Microsoft, por exemplo, vende em bitcoins apps, músicas e jogos de Xbox na sua loja virtual. A Bloomberg.com aceita bitcoin de seus assinantes e o aplicativo de relacionamento OkCupid libera uma lista de recursos premium em troca das moedas virtuais.

As universidades de Lucerne, na Suíça, e Draper, na Califórnia, aceitam bitcoins no pagamento de suas mensalidades, e devem ser seguidas por outras faculdades ao redor do mundo.

No Brasil, é possível encontrar estúdios de fotografia, serviços de informática, clínicas de estética e outros estabelecimentos que já trocam serviços por moedas virtuais, como a Agência Carti, especializada em marketing digital e localizada na Vila Mariana, em São Paulo.

Como você armazena e investe seus bitcoins?

Embora haja um pequeno número de caixas eletrônicos de bitcoin no mundo, o bitcoin não é um dinheiro físico.

Os gastos ocorrem da carteira virtual de um usuário para a carteira virtual de outro usuário, através de uma troca de chaves de segurança pública e privada.

Por outro lado, armazenar chaves privadas na mídia atual é tão inseguro quanto manter o dinheiro à mão, pois os assaltantes podem acessar o disco rígido do seu computador e levar seus milhões que estavam armazenados nele.

É arriscado negociar Bitcoin?

Certamente há muita volatilidade no mercado de bitcoin. A taxa de mercado muda mais de US $ 90 por semana.

O preço aumentou muito lentamente, de cerca de US $ 0,05 por bitcoin para mais de US $ 5 por bitcoin, o que é de fato uma taxa fantástica de retorno para os traders. O Bitcoin é um mercado cheio de especuladores e, como não está vinculado à política fiscal ou à supervisão de ninguém, está propenso a altos e baixos. Desde o início de 2013, o valor do bitcoin subiu para $ 1116 e caiu para $ 539.

Perdas ou desvalorização de investimentos são apenas uma das duas maneiras pelas quais os usuários de bitcoin podem sofrer..

Atualmente, existem cerca de 16,8 milhões de Bitcoins. Nakamoto fez Bitcoin para o máximo de 21 milhões até o ano 2140. Além disso, não Bitcoins provavelmente serão extraídos ou criados. O limite foi utilizado para impedir a inflação monetária.

Onde posso comprar Bitcoin?

A maneira mais típica é comprá-los online como por exemplo o link: https://bitcambio.com.br/#/

Para informação, o mercado de Bitcoins é extremamente especulativo e volátil. Além disso, existe a preocupação de que certas nações possam tentar proibir as criptomoedas.

Embora cada transação de bitcoin seja listada em um log geral, os nomes de vendedores e compradores nunca são mostrados, mas apenas seus IDs.

Enquanto isso mantém os negócios dos usuários bitcoin, também permite que eles comprem ou vendam qualquer coisa inclusive drogas online ou outras atividades ilegais.

Ninguém sabe o que será de bitcoin. Na maior parte não é regulamentada, mas alguns países como Japão, China e Austrália começaram a pesar regulamentações. Os governos estão preocupados com a taxação, e também com a falta de controle sobre o dinheiro.

O que é gráfico bitcoin?

Gráfico bitcoin é a representação gráfica da evolução da moeda bitcoin. O acompanhamento com o gráfico bitcoin é muito similar ao acompanhamento das ações da bolsa de valores.

Veja abaixo mais um exemplo do gráfico bitcoin:

Gráfico bitcoin
Gráfico bitcoin

Tipos de Moedas Digitais

Você acha que temos somente o BitCoin?! Ledo engano, há muitas outras, veja o levantamento feito pela TechBullion (https://www.techbullion.com/):

1) Ethereum

Ethereum é uma plataforma de computação descentralizada que apresenta funcionalidade de contrato inteligente. Ela oferece a Máquina Virtual Ethereum (EVM), uma máquina virtual descentralizada que executa contratos peer-to-peer usando uma criptocurrency (moeda criptografada) conhecida como ether. A plataforma Ethereum permite múltiplos usos em contratos inteligentes. Com a Ethereum, você pode fazer negócios com segurança com uma pessoa que não conhece, porque todos os termos estão escritos em um “contrato inteligente” estabelecido no blockchain.

2) Ripple

O Ripple é um sistema de câmbio, remessa e liquidação em tempo real. Oferece pagamentos internacionais instantâneos, certos e de baixo custo. Também conhecido como protocolo Ripple ou Ripple Transaction Protocol (RTXP), e ele é construído sobre um protocolo de Internet de código aberto descentralizado, usando uma moeda nativa conhecida como XRP (ondulações). Baseada em contabilidade, a Ripple usa um processo de consenso para todas as trocas, remessas e pagamentos em processo distribuído, e também tem gráfico bitcoin de acompanhamento.

3) Litecoin

Litecoin é uma criptografia entre pares lançada sob a licença MIT / X11. A moeda é inspirada e tecnicamente quase idêntica à bitcoin. A formação e transferência de Litecoin é baseada em um protocolo de código aberto.

4) Dash

Dash, formalmente chamado de Darkcoin, é uma forma mais secreta de Bitcoin. Ele fornece mais privacidade à medida que opera em uma rede de códigos mestre distribuída, e torna as transações quase impossíveis de serem rastreadas. Lançada em 2014, a moeda tem um crescente fã clube. Criado e desenvolvido por Evan Duffield, essa criptomoeda de acordo com Fernando Gutierrez, da Dash.org, tem X11 ASICs que atualmente consomem mineração de Dash e CPU não é mais lucrativa há algum tempo.

5) Peercoin

Também conhecido como PPCoin, o Peercoin foi criado pelos desenvolvedores de software Scott Nadal e Sunny King. Lançada em 2012, foi a primeira moeda digital a usar uma combinação de prova de trabalho e comprovação de participação. No início, as moedas são extraídas usando o processo de hash de prova de trabalho. Com o tempo, à medida que a dificuldade de hash aumenta, os usuários são recompensados ​​usando o algoritmo de prova de aposta que requer energia mínima para gerar blocos.

6) Dogecoin

Lançado em 2013, o Dogecoin é amplamente baseado no protocolo Bitcoin, mas com algumas modificações. A moeda usa a tecnologia do scrypt como um esquema de prova de trabalho. Seu tempo de bloqueio é de 60 segundos. Não há limite para o número de Dogecoin que pode ser produzido. A moeda digital lida com muitas moedas que são menores em valor individualmente. Portanto, tem baixa barreira de entrada e é bom para realizar transações menores, e também tem gráfico bitcoin de acompanhamento.

7) Primecoin

Primecoin foi desenvolvido pela Sunny King. Sua prova de trabalho é construída em números primos e, portanto, diferente do sistema comum de hashcash utilizado por muitas criptomoedas construídas na estrutura do Bitcoin. A moeda envolve encontrar longas cadeias distintas de números primos e fornece maior facilidade de mineração e segurança para a rede.

8) Chinacoin

Chinacoin é uma moeda digital baseada em litecoin que usa a função de derivação de chave baseada em senha scrypt. No momento, ele é gerado em blocos de 60 segundos com cerca de 88 moedas por bloco.

9) Ven

Ven é uma moeda digital global projetada para permitir o comércio entre os membros da Hub Culture. Lançado em 2007, o Ven visa reduzir o risco de inflação. O valor Ven é determinado nos mercados financeiros a partir de uma cesta de commodities, moedas e futuros de carbono.

10) Bitcoin

Bitcoin é uma moeda digital criada pelo misterioso Satoshi Nakamoto. Como outras moedas, o bitcoin pode ser usado para comprar itens local e eletronicamente. Como um novo usuário, você pode usar o Bitcoin sem entender todos os detalhes técnicos. Depois de instalar uma carteira Bitcoin no seu celular ou computador, ela gerará o primeiro endereço de Bitcoin e você poderá gerar mais sempre que precisar. Depois de criar bitcoins, você pode usá-los para todos os tipos de transações reais.

 

Conheça mais sobre o nosso  treinamento Yellow Belt: https://www.gradusct.com.br/treinamentos/yellow-belt/

Descubra mais sobre Redução de Custos: https://www.gradusct.com.br/materiais/reducao-de-custos/

probabilidade

10

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado.