Games: Um mundo com Lean Six Sigma

O mundo dos games está sempre em constante desenvolvimento para proporcionar as melhores experiências para os usuários. Muitos acham que no mundo do desenvolvimento de jogos basta apenas adotarmos o uso das melhores e mais novas tecnologias.

games

De certa forma é verdade, porém é também muito importante que criemos novas formas de gerenciar e otimizar o desenvolvimento do jogo.

Com isso, em busca de aumentar a produtividade em um curto período de tempo, o Lean Six Sigma passou a ser adotado cada vez mais nos projetos para auxiliar principalmente em causas desconhecidas do mesmo.

Além dessa eficiência no desenvolvimento, o Lean ainda garante que o jogo seja voltado realmente para todas as expectativas do cliente, o que é garantia de sucesso entre os fãs desse mundo.

Lean six sigma

Quem diria que o Lean passaria a ser adotado nesse universo gamer?! Pois ele está sendo cada vez mais usado e pode ser aplicado em qualquer negócio, inclusive no de games.

O Lean Six Sigma é uma metodologia que tem como objetivo atuar no aumento da produção, evitando desperdícios, aumentando o lucro e também ofertando o produto ou serviço com qualidade para o cliente final.

Games e Lean Six Sigma

O desenvolvimento de games é uma das formas mais exigentes de desenvolvimento de software, principalmente por causa da enorme quantidade de tempo e recursos que podem ser desperdiçados em um projeto mal gerenciado.

Um projeto mal gerenciado pode custar muito caro para a empresa, pois eles podem não trazer lucros esperados ou até mesmo falhar, ainda correndo o risco de ser um fracasso se conseguir chegar ao mercado.

Não é raro ver os projetos falharem antes mesmo de atingir a data de lançamento, simplesmente porque o gerenciamento não conseguiu lidar com o grande número de tarefas e as múltiplas áreas que exigem sua atenção ativa.

O Lean Six Sigma pode funcionar muito bem neste ambiente dos games, e pode produzir bons resultados em um curto período de tempo.

Existem empresas que não buscam metodologias inovadoras para aplicar em seus projetos e elas tendem a ser deixadas para trás por essas empresas que estão sempre buscando uma nova forma de inovar.

Algumas pequenas equipes já começaram a descobrir isso, mas ainda veremos isso ser aplicado em uma escala muito maior por conta dos seus bons resultados.

O desperdício é um grande problema para os desenvolvedores de games

O desperdício é um problema que as empresas de games buscam reduzir. Quando falamos nisso, estamos nos referindo a redução de desperdícios de recursos importantes para o desenvolvimento do projeto, como tempo e dinheiro, por exemplo.

Muitos desenvolvedores, apesar de tudo, nem sequer percebem isso, pois ficam presos em um ciclo infinito de prototipagem e jogando com ideias que não funcionam, sem nunca aprender nada dessas experiências.

Não é uma jogada tão ruim continuar descartando ideias em que você trabalhou arduamente. Esse é apenas o ciclo natural do desenvolvimento do jogo. O importante é mudar se necessário e mudar rápido, pois quando você erra e muda rapidamente, você garante que não está perdendo tempo com algo que não funcionaria.

O problema é quando essas horas terminam completamente desperdiçadas porque você não desenha nada útil da situação. Por exemplo, você pode aprender a programar um determinado aspecto do jogo de forma mais eficiente, ou como organizar melhor o gerenciamento do projeto.

O fato é que perder uma oportunidade de aprender algo novo de uma experiência errada no design do seu jogo é um desperdício tão grande quanto usar seus recursos financeiros de forma incorreta. Na verdade, pode ser um dos maiores tipos de desperdício neste ambiente.

A metodologia Lean Six Sigma pode ajudá-lo a pegar esse touro pelos chifres e garantir que os desperdícios sejam devidamente contabilizados e tratados. Isso pode tornar as coisas mais lentas no início, mas definitivamente levará a resultados muito melhores e mais produtivos a longo prazo.

Superabundância de recursos, uma armadilha perigosa

games

Outro tipo de desperdício comumente encontrado em situações de desenvolvimento de games é a superabundância de recursos. Isto é especialmente verdadeiro para o estágio de prototipagem de um jogo, que não foi planejado com bastante atenção, em primeiro lugar.

Por este motivo é essencial que seja feito todo um planejamento do desenvolvimento do jogo. Para que haja limite de recursos e o desperdício possa passar longe do projeto.

É importante limitar o uso de recursos da equipe para um mínimo necessário para atingir o próximo marco, caso contrário artistas, engenheiros de som e codificadores inevitavelmente se encontrarão enredados em uma bagunça de uma selva de recursos e essa armadilha pode ser muito difícil de sair.

Quanto mais se tem para um projeto, maiores são as chances de gastar, principalmente de forma desnecessária. Por isso limitar esse recurso é importante e ajuda a fazer com que os gastos ocorram de forma mais consciente.

Outro aspecto importante de qualquer bom estúdio de desenvolvimento de games é a capacidade de melhorar uma ideia rapidamente, e iterar sobre o que aprenderam. Seus desenvolvedores devem ser capazes de se adaptar aos requisitos em mudança numa base praticamente diária, e utilizando o Lean Six Sigma é uma das melhores maneiras de pavimentar o caminho para esse objetivo.

É claro, é uma outra história para garantir que esses requisitos realmente tenha sentido e que sejam adequados para o projeto em questão, mas isso está fora do escopo das metodologias básicas.

Em combinação com o que assinalamos acima, o uso do Lean Six Sigma em um projeto de desenvolvimento de games, também pode garantir que a equipe aprenda com seu trabalho passado e apresente esse novo conhecimento em seu trabalho futuro.

Quando aprendemos com o nosso erro as chances de cometê-lo outra vez são quase nulas.

A comunicação é outra área que pode ser abordada com facilidade com a ajuda de metodologias Lean, especialmente quando se trata de discussões com clientes que a empresa possa estar trabalhando.

Não se esqueça da natureza em rápida mudança do desenvolvimento do jogo, pois como dissemos acima, o pensamento Lean pode ajudar seus desenvolvedores a alinhar seu trabalho com mudanças em rápida evolução sem ficar presos.

Qualquer desenvolvedor de games sabe que seu trabalho não termina quando o produto está concluído. Há muito mais trabalho para os próximos meses, especialmente se os problemas com a versão inicial forem descobertos.

Jogos são softwares que muitas vezes necessitam de constantes atualizações, sejam para melhorias como adição de funções, por exemplo, ou até mesmo para correção de bugs presentes no jogo.

O Lean Six Sigma pode ajudar a equipe a manter seu foco nos fatores que mais interessam aos seus clientes, e priorizar a reparação de problemas que ofereçam maior valor ao produto.

Esta é apenas outra forma de eliminar o desperdício, mas é mais específico para o setor de desenvolvimento de jogos. E com um bom domínio de metodologias e práticas Lean, não só pode ser evitado, mas a empresa vai se destacar dos seus concorrentes na forma como ele lida com o suporte pós-lançamento.

Tudo isso que te falamos é especialmente verdadeiro se a empresa já planeja trabalhar em outro projeto e deve dividir seus esforços de desenvolvimento entre os dois. Dessa forma é possível não sobrecarregar ninguém e ainda conseguir desenvolver bem o cumprimento de metas quanto ao desenvolvimento dos dois de forma simultânea.

Conclusão

O mundo dos games é uma área em constante produção e para otimizar essas produções, cada vez mais as empresas buscam métodos que lhe ajudem a reduzir desperdícios enquanto ocorre o aumento da sua produtividade.

O desenvolvimento do jogo é uma daquelas áreas em que não se espera realmente ver algo como o Lean Six Sigma aplicado e, no entanto, estamos começando a ver alguns exemplos bem-sucedidos, com mais certeza para os próximos anos.

Isso faz sentido por múltiplos motivos, e também esperamos ver a indústria do jogo ter um impacto positivo na forma como evoluem metodologias Lean e Six Sigma.

 

lean six sigma

10