Quanto ganha um Green Belt

Precisando dar um “up” em sua carreira? Descubra o que é, quanto ganha e como se tornar um Green Belt!

A corrida por um “lugar ao sol” dentro do Mercado de Trabalho está cada vez mais acirrada. E quando se trata de investir em uma profissionalização de excelência, as certificações da Programa Lean Seis Sigma – em especial a Green Belt (“faixa verde”, em inglês) – são as maiores referências neste sentido.

ganha

Você já ouviu falar deste termo dentro do ambiente corporativo? Nas artes marciais, essa é uma expressão bastante difundida e representa a cor das faixas que os alunos recebem conforme vão subindo de nível nos treinos. Dentro de uma empresa, o significado de Green Belt é bem parecido.

Mas, afinal, o que é isso? Qual a relevância de investir nessa formação para a carreira? Você sabe? Se a resposta for não, acalme-se! Está tudo bem.

A partir de agora, vamos explicar detalhadamente sobre a importância de ter esta certificação no seu currículo e ajudá-lo(a) a alavancar sua carreira de uma vez por todas.

Boa leitura!

O que é a Metodologia Lean Seis Sigma?

Bem, antes de explicar o que é ser um Green Belt, é necessário entender o que é o Programa Lean Seis Sigma.

O Lean foi desenvolvido pela Toyota na década de 40, e o Seis Sigma foi desenvolvido em meados da década de 80 por um executivo da Motorola chamado Bill Smith. No entanto, ganhou popularidade apenas uma década mais tarde, após ser testado por Jack Welch, executivo da multinacional norte-americana GE.

Os dois métodos consistem em executar projetos de melhoria e ajudar empresas a eliminar desperdícios (Lean) e reduzirem variabilidade nos processos (Seis Sigma) usando recursos mínimos para atingir a satisfação do cliente. Dessa forma, desperdícios em suas operações e transações comerciais são evitados e o aumento do lucro da empresa aumenta.

O que é um Green Belt?

A certificação “faixa verde” é a capacitação intermediária do programa Lean Seis Sigma. Os profissionais que possuem este tipo de capacitação são os responsáveis por liderar e executar projetos estratégicos para melhorias contínuas e significativas dentro de uma instituição. Em outras palavras, é de responsabilidade deste especialista alcançar a meta de melhoria proposta pela direção da empresa.

ganha

Funciona da seguinte forma:

O planejamento estratégico e de melhoria de desempenho é traçado. Em seguida, dentro dos setores considerados mais críticos para o desenvolvimento da organização é feito um direcionamento intenso e consistente da metodologia Lean Seis Sigma. Em cada um destes setores, portanto, haverá ao menos um profissional Green Belt executando projetos que estarão alinhados com objetivos.

Por fim, os cargos mais comuns ocupadas por este tipo de profissional são de supervisão, coordenação e análise.

Como se tornar um Green Belt?

Para se tornar um especialista Green Belt é necessário fazer o curso, ser aprovado no exame final e apresentar um projeto de melhoria comprovando que você absorveu todos os ensinamentos passados em sala de aula. Após aprovação, o aluno recebe a certificação.

Como é a certificação Green Belt?

No decorrer do curso, os alunos aprendem a desenvolver habilidades específicas e capacidades técnicas que colaboram na formação de profissionais completos e capacitados. Assim, ao longo deste processo os alunos serão capacitados a: 

  • Entender e aplicar a metodologia Lean Six Sigma; 
  • Compreender as etapas da metodologia e suas ferramentas de suporte; 
  • Conduzir os projetos com foco na melhoria dos processos, produtos ou serviços existentes;
  • Aplicar métodos estatísticos e calcular ganhos dos projetos; 
  • Avaliar e reportar os resultados dos projetos para a organização; 
  • Medir o desempenho do processo; 
  • Controlar o processo; 
  • Seguir normas e procedimentos; 
  • Trabalhar em equipe; 
  • Gerenciar tempo; 
  • Demonstrar organização no ambiente de trabalho; 
  • Se comunicar com os mais variados níveis hierárquicos; 
  • Criar mudanças que serão melhorias; 
  • Gerenciar o tempo.

Antes de escolher a instituição de ensino:

  • Pesquise por programas de formação próximos à sua região; 
  • Converse com pessoas que estudaram na mesma instituição e pergunte mais sobre a experiência. Dependendo da resposta, matricule-se ou não.
  • Verifique se a instituição é credenciada. Embora não haja um formato padrão para cursos Lean Six Sigma, esse é um aspecto de extrema importância.

O curso tem duração média de 60 a 100 horas, dependendo da instituição de ensino.

Quanto ganha um Green Belt?

Assim que um profissional decide por investir neste tipo de formação, é sabido que seu salário terá um aumento de 10 a 20%. No entanto, vale ressaltar que o valor varia de função para função. Por isso, o salário médio destes especialistas pode ir de R$ 5 mil a R$ 10 mil.

O que devo ser / saber para me tornar um Green Belt?

Seja um(a) apaixonado(a) por conhecimento

  • Para conseguir essa certificação é preciso, antes de mais nada, ser alguém apaixonado por aprender novas habilidades e entender o que se ganha com estas novas conquistas.

Conheça o básico

  • Conhecer as ferramentas da metodologia Lean Six Sigma é o básico do básico. Além disso, saber aplicá-las é fundamental. Resumindo: todo profissional desta área deverá ser capaz de orientar outros profissionais sobre o uso de tais ferramentas.

Tenha foco e seja disciplinado(a)

  • Tenha disciplina e foco na tarefa que tem em mãos, ou seja, ao se concentrar em um processo por vez, você irá conseguir realizar suas tarefas com maior precisão e eficiência. Pode apostar!

Seja comunicativo(a)

  • Por lidar com profissionais de todos os níveis hierárquicos, é essencial saber dominar uma linguagem clara e objetiva. Portanto, drible sua timidez e comece a investir em comunicação.

 Dominar a regressão linear é fator determinante

  • Um especialista Lean Six Sigma precisa entender, por exemplo, o funcionamento da regressão. Como essa é uma metodologia que se baseia em dados e análises estatísticas, saber visualizar e analisar tais dados é um pré-requisito básico e muito importante.

 Atenção aos feedbacks e relatórios

  • Esteja sempre atento(a) aos status dos projetos gerenciados. Dessa forma, qualquer “pepino” ou alteração de prazo poderá ser comunicada rapidamente ao seu superior.

 Entender de diagramas é fundamental

  • Ser capaz de criar histogramas e diagramas de Pareto é outro pré-requisito básico desta formação. Além disso, é importante saber diferenciá-los e entender quando cada um deverá ser utilizado.

  Seja capaz de tomar decisões

  • Sem dúvidas, essa é uma das principais características de um profissional deste calibre. Por este motivo, tenha a capacidade de tomar decisões baseadas em dados e análises, não apenas em seus instintos. E mais: aprenda com seu superior as melhores maneiras de lidar com problemas e outros aborrecimentos.

  Proatividade é tudo

  • Todo profissional que se preze mostra um ponto muito importante de sua personalidade: a proatividade. Por isso, saber resolver os mais diversos tipos de problemas e descobrir maneiras de evitar a ocorrência deles é indispensável. Um diferencial.

   Reconheça caso precise de ajuda – trabalhe no ganha – ganha

  • Assim como qualquer profissional, os “faixas-verdes” também precisam admitir quando precisam de ajuda para desatar uns nós daqueles, sabe? Lembre-se que o foco aqui é liderar projetos e processos de melhoria, ou seja, manter o foco em suas tarefas, e não tentar administrar tudo de uma vez.
  • Assim sendo, ao se deparar com dificuldades, não tenha medo de pedir ajuda. Seja humildade e tenha sabedoria para decidir o momento oportuno de buscar auxilio com profissionais mais experientes.

    Seja responsável

  • Por último, mas extremamente relevante: seja responsável. Saber lidar com prazos e prioridades demonstra interesse e profissionalismo. Além do mais, ser capaz de planejar corretamente – e com antecedência – suas tarefas é um ponto a mais na sua reputação. Sem dúvidas!

Bate Bola

  • A Certificação Green Belt é a certificação mais procurada em todos os níveis de “Belt” da metodologia Lean Six Sigma; 
  • O treinamento é reconhecido por organizações, e certamente o profissional ganha mais visibilidade;
  • É possível obter um aumento de produtividade de 15% apenas aplicando essa técnica (em qualquer área de trabalho); 
  • As ferramentas desta certificação não são exclusivas do seu local de trabalho – você também poderá aplicá-las em sua vida pessoal; 
  • O que você aprende durante o curso nunca se tornará obsoleto. Isso porque, se trata de análises de causa e solução de problemas, ou seja, todo mundo precisa dessas habilidades diariamente, em todas as áreas de atuação e em todos os setores; 
  • Ao escolher esta formação e, consequentemente, se tornar um profissional mais qualificado, você não necessariamente irá se sacrificar trabalhando mais. Ao contrário. A ideia do treinamento não é aumentar a carga de trabalho, e sim, trabalhar melhor. Em outras palavras, a proposta aqui é otimizar tempo e não acúmulo de trabalho;
  • A agilidade na realização de projetos é perceptível logo nos primeiros meses após a certificação; 
  • A capacitação não só contribui para o seu crescimento profissional, como também permite que o desempenho das equipes lideradas por você melhore consideravelmente; 

Gostou de saber mais sobre essa certificação? Se interessou em tirar o certificado? Conte aí!

Conheça mais sobre o Yellow Belt: https://www.gradusct.com.br/treinamentos/yellow-belt-o-que-e/

Saiba mais em: https://www.gradusct.com.br/?p=10124&preview=true

probabilidade

10

 

Comente