O que é Análise do Campo de Força?

A análise do campo de força, também conhecida como diagrama de campo de força, é uma ferramenta que se configura num modelo estratégico para decisões, pois consegue agrupar de modo organizado e de uma forma visual, todas as forças que contribuem para a mudança, bem como as forças que vão contra a mudança proposta.

Este é um modelo de diagrama simples de análise do campo de força, baseado na estrutura de mudança de Kurt Lewin, ajuda a falar das forças negativas (restritivas) e positivas (indutoras) que afetam a mudança ou uma atividade. Assim, os espectadores podem identificar as coisas que conduzem o processo em direção ao seu objetivo ou não.

campo de força
Fonte: Prof.Níssia Bergiante

Esta ferramenta trabalha com dois componentes principais, isto é, forças contra mudanças e forças a favor da mudança, e é excelente para o uso de profissionais das mais diversas áreas.

História

A Análise do Campo de Força foi criada por Kurt Lewin na década de 1940. Hoje em dia, no entanto, ele também é utilizada nos negócios, para tomar decisões de comunicação e ir / não-ir também conhecido como Go / No Go.

A noção por trás da Análise do Campo de Força é que as situações são mantidas por meio de um equilíbrio entre as forças que impulsionam a mudança, e muitas outras que resistem à mudança, como mostrado anteriormente. Para que a mudança ocorra, as forças positivas precisam ser reforçadas e as forças de resistência enfraquecidas.

Use para tomar decisões Difíceis

Quando você precisar tomar decisões difíceis ou desafiadoras, vale a pena usar a análise do campo de força parafazer uma avaliação  estruturada, e eficaz que melhore a qualidade de suas decisões, além de aumentar sua probabilidade de sucesso.

Como usar?

Para conduzir uma análise do campo de força, use uma folha de papel em branco ou um quadro branco.

Etapa 1:

Descreva seu plano ou proposta de mudança no meio da folha de papel, e considere os tipos de forças que estão impulsionando a mudança.

Etapa 2:

Identifique as forças para a mudança, sendo que estas podem ser externas e internas.

Forças internas podem incluir:

  • Máquinas contadoras ou linhas de mercadorias.
    Declínio do moral da equipe.
    Uma necessidade de aumentar a lucratividade.

Forças externas podem incluir:

  • Um ambiente operacional explosivo e incerto.
    Tecnologias disruptivas.
    Mudanças nas tendências do mercado.

É importante reconhecer o maior número possível de coisas que impactarão na mudança. Quando apropriado, chame indivíduos diferentes, como membros da equipe ou especialistas em sua organização, sendo o brainstorming também podem ajudar muito nesta etapa.

Quando você identificar as forças que estão gerando a mudança, adicione-as à mão no lado direito da folha de papel, ou seja, exatamente ao lado da mudança ou proposta que você escreveu na etapa 1.

Etapa 3:

identifique as forças contra a mudança e as escreva à mão no lado esquerdo da folha de papel, ou seja, exatamente ao lado da mudança ou proposta que você escreveu na etapa 1.

Agora, debata as forças que resistem ou são avesas à mudança.

Tipos de forças contrárias:

  • “Nunca fizemos isto aqui”
  • Medo do desconhecido
  • Acomodação
  • Legislação
  • Acordos comerciais
  • Clientes

Etapa 4:

Atribuir as pontuações.

Em seguida, crie uma numeração como por exemplo: um (fraco) , três (moderado) e cinco (forte), e numere cada força positiva ou negativa de acordo com a quantidade de influência que cada uma tem sob a mudança, depois some as pontuações para cada lado (a favor e contra).

Para uma representação visual dessa influência que cada unidade recebe, desenhe setas. Caso queira use flechas maiores para as forças que terão uma melhor influência no deslocamento, e flechas menores para forças que terão uma influência mais fraca.

Como exemplo veja a Análise do Campo de Força para o desafio de perder peso (mudança):

campo de força
Adaptado de: Prof.Níssia Bergiante

Etapa 5:

Faça a análise agora.

Agora que você concluiu a construção da sua Análise do Campo de Força, você pode começar a avaliação:

Avalie se o total entre Forças Indutoras (positivas) e Forças Restritivas (negativas):

  •  Se o total de indutoras for maior que o das restritivas faça o seguinte:
    • Avalie os efeitos colaterais das forças restritivas de maior impacto
    • Desenvolva ações para reforçar as forças positivas.
    • Crie um plano de contingência para combatê-las.
    • Implemente a mudança e acompanhe de perto.
  •  Se o total de indutoras for igual ou menor que o das restritivas faça o seguinte:
      • Avalie os efeitos colaterais das forças restritivas de maior impacto
      • Desenvolva ações para reforçar as forças positivas e mitigar forças negativas.
      • Crie um plano de contingência para combatê-las.
      • Implemente a mudança somente quando tiver certeza que o total de forças positivas é maior, caso no final continue impate ou que as forças positivas sejam menores, recomendamos não seguir em frente com a mudança.
      • Caso a mudança seja implementada, acompanhe de perto.

Vantagens da análise do campo de força

1. Provê uma visão geral  e organizada de vários fatores a favor e contra uma mudança particular, com toda a informação que foi reunida em relação a uma potencial decisão usando um modo gráfico.

2. A Análise do Campo de Força nos ajuda a identificar os obstáculos que teremos pela frente para que possamos fazer um plano para fortalecer as forças que apóiam a decisão, e tomar medidas para reduzir ou evitar as forças que a impedem.

3. Um diagrama de Avaliação do Campo de Força ajudará o grupo a desenvolver um entendimento comum do assunto, e todos os membros do projeto terão um conceito muito claro das observações, bem como as escolhas relacionadas à circunstância.

4. Uma das principais vantagens de uma análise de campo de força é que ela oferece um resumo visual de todas as várias facetas que sustentam e opõem uma mudança, incluindo todos os dados coletados sobre uma possível decisão consolidada em um único gráfico, como falado antes.

5. Além disso, a análise do campo de força também expande a avaliação além da própria informação para examinar os fatores qualitativos que podem influenciar o sucesso ou o fracasso da conclusão analisada.

Desvantagens da análise de campo de força

1. A avaliação de campo de força exige que todos os membros do grupo participem para que possam ter todos os dados necessários para uma melhor investigação, o que pode ser difícil de obter.

2. Ao contrário de outros métodos, quando a participação total não é possível, é difícil fornecer uma imagem completa das forças motrizes e forças restritivas.

3. Outro problema em potencial é que a Análise de Campo de Força pode ter um impacto ruim no trabalho em equipe, pois uma análise pode levar a uma divisão no grupo entre aqueles que apóiam o turno e aqueles que são contra a mudança.

Conclusão

A análise de campo de forças exige a participação total de todos os envolvidos para fornecer as informações exatas necessárias para uma avaliação eficaz.

Entre as principais coisas que devem ser lembradas ao aplicar a análise do campo de força, é que a investigação desenvolvida depende inteiramente do nível de habilidade e compreensão deste grupo, com foco na mudança proposta.

Tipicamente, a análise do campo de força é baseada em grande parte em suposições, mesmo que as premissas sejam baseadas em informações acumuladas, a interpretação das informações não deve ser vista como um objetivo dentro do processo geral de avaliação das forças de positivas e negativas.

Nada supera a Experiência Prática associada a Teórica!

Conheça mais Gestão de Pessoas: https://www.gradusct.com.br/treinamentos/gestao-de-pessoas/

Saiba mais em: https://www.gradusct.com.br/?p=8545&preview=true

campo de força

10

Comente