benchmarkingbenchmarking

Benchmarking: como alavancar resultados

Pode-se dizer que o benchmarking é um processo de pesquisa que é capaz de fazer com que os administradores realizem comparações de práticas e de processos com um simples treinamento, para assim conseguirem identificar qual é o seu melhor ponto visando sempre alcançar um nível de superioridade ou até mesmo de vantagem competitiva.

O Benchmarking funciona um pouco ao contrário do que as outras ferramentas de planejamento de Marketing, pois ele encoraja as companhias a procurar por fatores chaves que são capazes de influenciar toda a produtividade e aumentar os resultados das suas próprias operações ou indústrias.

É uma filosofia que pode facilmente ser aplicada a qualquer função, sendo assim consegue produzir resultados ainda melhores quando é implementada na companhia como um todo.

O que é Benchmarking?

O Benchmarking é um processo continuo, ou seja, pode-se dizer que é um processo de comparação dos produtos, práticas empresariais e até mesmo de serviços entre todos os concorrentes mais fortes da empresa.

Foi implementado devido a uma necessidade de desejo de aprender depressa, e também pela escassez de informações dentro de uma empresa, para que sanasse um problema ou possibilitasse um atendimento diferenciado para os clientes.

Tendo em vista que a competitividade global aumentou nos últimos anos, as empresas se sentiram na obrigação de aprimorar seus processos, serviços e também produtos.

Visando sempre oferecer a melhor qualidade com o menor custo, sendo assim esse aprimoramento exigia que seus funcionários ultrapassassem a capacidade das pessoas envolvidas.

Buscando sempre a excelência e procurando ser o melhor dentro dos melhores, a técnica de Benchmarking tem como prioridade desenvolver os estudos que comparam o desempenho com a concorrência e também com todos os referenciais de excelência.

São estudos organizados em forma de projetos, que identificam todos os processos de alto nível de qualidade na concorrência ou até mesmo em setores dentro da empresa, para mensurar resultados que são obtidos.

Além de ter a função de incorporar todo o conhecimento quando aplicável aos seus serviços e até mesmo no funcionamento da empresa.

Pode-se dizer que o Benchmarking é um foco externo nas funções, atividades ou até mesmo operações internas de modo a alcançar sempre a melhoria diária e contínua dentro da organização.

Sendo assim pode ser estabelecido a qualquer nível da organização ou até mesmo em qualquer área que seja funcional.

É importante que tenha uma metodologia estruturada para ter a segurança de que a conclusão seja um sucesso de investigações precisas e também sempre abrangentes.

Porém, precisa ter certa flexibilidade para poder incorporar formas inovadoras de coletar informações que normalmente são difíceis de ser conseguidas.

O Benchmarking pode ser feito com cursos gratuitos online com certificado grátis, e começou como uma necessidade de informações e desejos para que se pudesse ter um conhecimento rápido, para corrigir qualquer tipo de problema dentro da empresa.

As empresas perceberam que para assumir a liderança no mercado precisam encontrar a melhor forma de implementar melhorias, e o Benchmarking é exatamente o que a empresa precisa, pois as necessidades irão exigir que seja aplicado continuamente para manter a liderança no mercado.

Com tudo isso, vemos que o sucesso do processo de mudança é feito através da criação de valor, podendo ser orientado externamente e também coletar reformulações sobre os meios mais criativos para que haja reestruturação dos processos e também recursos da empresa.

Visando sempre atender a necessidade dos investidores para que nada seja gasto em vão.

Definições e Processos

1 – Definições: Estabelecer Objetivos e Padrões

benchmarking

É importante lembrar que o benchmarking precisa estabelecer todos os objetivos, e também estabelecer os padrões utilizando objetivos externos:

  • Aprender como
  • Aprender de outros
  • Aprender quanto

É a definição mais simples de benchmarking, não é apenas um exercício de números que serve para estabelecer notas qualitativas ou quantitativas.

É responsável por estabelecer metas que podem ser comparadas, e também procura entender todos os processos subjacentes que são responsáveis por capacitar as melhores empresas a conseguirem resultados excelentes.

É extremamente importante para entender como as empresas conseguem seus resultados, isso é mais importante do que algumas medições quantificadas.

Existem razões para o bechmarking se tornar um processo tão praticado:

  • É uma maneira muito eficaz para se fazer melhorias, pois os gerentes podem eliminar o antigo processo de aprendizado que se baseia entre tentativa e erro em alguns casos.
  • Podem também usar processos que outros já provaram ser extremamente efetivos e podem concentrar melhor seus pensamento para otimizar os processos.
  • Propicia sempre melhorias organizacionais com mais rapidez, levando em consideração que o tempo tornou-se um fator muito importante perante a concorrência atual em que os gerentes de muitas empresas são compelidos.
  • Sendo assim, uma competência mais madura dentro da organização torna possível que tudo seja feito da melhor forma e ainda mais rápido se trabalhar com o processo de benchmarking.
  • E por fim, tem o potencial para que seja elevado o desempenho coletivo das empresas baseado em boas práticas do mercado, ou mesmo de setores internos da mesma empresa.

2- O processo de Benchmarking

benchmarking

Vale lembrar que as aplicações do benchmarking são infinitas, mas há uma quantidade limitada de recursos para ser aplicados ao projeto, sendo assim a maioria das empresas preza por estabelecer algumas diretrizes para determinar os processos, funções e atividades que serão estudadas como parte de todo o programa de benchmarking.

A maioria das organizações que implantou a benchmarking teve como objetivo o processo básico para satisfazer suas necessidades específicas, quer dizer, cada processo de benchmarking deve ser elaborado de acordo com as necessidades de cada empresa.

Na aplicação do benchmarking, é preciso respeitar e seguir algumas regras e procedimentos para que os objetivos sejam alcançados e exista uma constante melhoria do mesmo.

Primeiramente se inicia com a fase de planejamento, e depois prossegue com a análise, integração, ação e finalmente a fase de maturidade do projeto.

Planejamento

  • Identificar o que deve ser marcado para referência
  • Identificar empresas referências
  • Determinar qual é o método de coleta de dados e efetuar

Análise

  • Determinar qual é a falha atual no desempenho
  • Projetar futuros níveis dentro do desempenho

Integração

  • Comunicar quais são as descobertas do benchmarking e obter aceitação
  • Estabelecer as metas funcionais
  • Desenvolver planos de ações

Ação

  • Implementar as ações e monitorar os progressos
  • Recalibrar o que for necessário

Maturidade

  • Posição de liderança atingida
  • Práticas plenamente integradas aos processos

Tipos de Benchmarking

Existem alguns tipos de benchmarking, veja alguns abaixo:

Benchmarking Interno

O benchmarking interno é um processo praticado por empresas que visam identificar quais são as melhores práticas internas da empresa, e também disseminar sobre todas essas práticas para outros setores das organizações.

Vale lembrar que esse tipo de benchmarking é um dos mais fáceis a ser executado, porque os dados que são envolvidos estão sempre disponíveis e não há problema de confiabilidade.

Mas pode ser que haja desvantagens neste tipo, porque as práticas internas podem ser impregnadas pelos mesmos paradigmas.

A realização de um benchmarking interno, geralmente propicia um passo para um estudo voltado para fora, ou seja, busca de melhorias nos competidores, conhecida por benchmarking externo.

Benchmarking Competitivo

É um processo um pouco mais difícil de ser praticado, pois as empresas visadas são aquelas que disputam o mesmo mercado. Sendo assim podem ser concorrentes diretos, e geralmente não estão muito interessadas em ajudar a equipe envolvida no processo de benchmarking competitivo.

O benchmarking competitivo tem como objetivo focar em medir funções, características básicas de produção e métodos em relação aos concorrentes diretos.

Visando sempre melhorar de forma que a empresa consiga inicialmente alcançar os concorrentes e logo em seguida ultrapassar, fazendo com que seja melhor que a concorrência.

Sua Empresa

  • o que você está fazendo
  • como você está fazendo
  • quão bem você está fazendo

Resultado: ampliar o conhecimento dentro da sua empresa

Seus Concorrentes

  • o que eles estão fazendo
  • como eles estão fazendo
  • quão bem eles estão fazendo

Resultado: ampliar o conhecimento dos seus concorrentes

Benchmarking Funcional

É a forma de benchmarking mais utilizada dentro do mercado, porque não existe necessidade em comparar com concorrente direto. As empresas que serão investigadas possuem ramos distintos, que adotam algumas técnicas interessantes em determinadas atividades.

Fazendo com que possam ser colocadas dentro da empresa de quem esta investigando, por exemplo: embalagens, controle de estoque, faturamento, etc.

O benchmarking funcional pode ser extremamente produtivo, porque é possível que com essa troca de informações seja feita da maneira mais fácil sem que haja problemas com a confiabilidade das informações, pois a empresas não estão disputando o mesmo mercado.

Benchmarking Genérico

Nesse processo de benchmarking, as empresas participantes tem função ou processos empresariais semelhantes, independente das diferenças entre as indústrias.

Um desses processos pode ser, por exemplo a análise, desde a entrada de um pedido na indústria até a entrega do produto ao cliente.

O benchmarking genérico requer uma conceituação ampla e complexa do processo analisado e tem potencial para revelar as melhores das melhores práticas.

Aplicações e Vantagens

Com a velocidade da troca de informações e também das mudanças no mundo globalizado em que vivemos, nenhuma organização tem a regalia de se isolar ou até mesmo sozinha conseguir controlar todas as práticas ou processos operacionais que visam garantir o progresso e melhoria contínua.

Por isso a utilização de benchmarking é importante como instrumento de auxílio dentro dos processos de melhoria para ser aplicada em todos os níveis da organização e em seus contextos.

Sendo assim, o mais importante da organização é não perder tempo reinventando aquilo que as pessoas já fazem melhor.

Havendo também a possibilidade de definir qual é o melhor momento para aplicar o benchmarking dentro da empresa, pois na maioria dos casos é uma ação que surge perante a necessidade da organização de conseguir encontrar novas práticas para superar um momento difícil.

É uma ferramenta de trabalho extremamente versátil e pode ser aplicada em todos os níveis e também funções dentro da empresa, pois através dos seus processos é capaz de auxiliar na tomada de decisão e retomada da competitividade da empresa no mercado de trabalho.

Sua aplicação tem como base:

  • Melhoramento dos processos;
  • Melhoramento do desempenho;
  • Melhoramento das estratégias da organização, através da busca de melhores práticas naquelas empresas do seu ramo ou não, que são consideradas excelentes no seu negócio.

Um dos maiores benefícios que a ferramenta possui é aumentar a capacidade de reação e adaptação perante as mudanças diárias.

Pois com a globalização é importante lembrar que o tempo é considerado um fator de extrema importância para que todas as empresas mudem suas estratégias e continuem sempre sendo competitivas  e lucrativas diante do mercado.

Veja mais em: https://www.gradusct.com.br/?p=6390&preview=true

projeto lean six sigma

gemba
gemba

Comente