Qual metodologia usar: DMEDI ou DMAIC?

Em melhoria contínua a metodologia DMAIC esta crescendo nas empresas ultimamente, onde é comum ter curso green belt e outros que usam este método como espinha dorsal. Por outro lado, temos a metodologia DMEDI que tem como objetivo a criação de um novo conceito ou design.

O uso do DMAIC em empresas tem grande impacto na melhoria dos processos, e embora tenha algumas ferramentas iguais as ferramentas da qualidade, ele cria um diferencial grande quando usado para resolver problemas. O treinamento de como usar o DMAIC é feito por profissionais e instrutores qualificados como Master Black Belts para garantir a melhor preparação para os alunos.

Mas quando o assunto é desenhar um processo novo, produto ou serviço, a metodologia DFLSS – Design for Lean Six Sigma, e suas derivações são o caminho mais prudente a se trilhar. Uma destas derivações é justamente o DMEDI, e para entender do que se trata e quais as similaridades e diferenças com o DMAIC, vamos conceituar cada um:

DMAIC

Fases: Definir – Medir – Analisar – Melhorar – Controlar:

  • Tem fases bem definidas e sequenciais, começando com o Definir. Voltada a eliminar desperdícios e reduzir a variabilidade em processos, aumentando produtividade, eficiência e reduzindo custo, dentre outros benefícios.
  • Fortemente voltada a fazer melhorias constantes através de projetos, faz uso de ferramentas como análises estatísticas, histograma, boxplot, pareto, etc., e também de ferramentas do lean como: DIAGRAMA DE ISHIKAWA, Análise de Kano e outras.
  • Tem o grande desafio no Controlar para garantir que o que foi melhorado não regrida.
  • Os projetos usando o DMAIC levam de 3 à 6 meses dependendo do tipo (Green Belt, Black Belt, etc).

DMEDI

 Fases: Definir – Medir – Explorar – Desenvolver e Implementar

  • Também trabalha com fases bem definidas, e tem o conceito de surpreender com algo relevantemente novo para satisfazer o mercado e os clientes.
  • O novo pode ser em qualquer área, desde um processo novo para atender o cliente até um novo produto para ganhar a liderança de mercado.
  • Prazo dos projetos normalmente variam de 1 a 1.5 anos.
  • Faz uso de parte das ferramentas Lean e Seis Sigma, mas tem outras que são específicas da metodologia.

DMAIC

DMEDI

Definir – Deixar claro o objetivo, escopo, metas, equipe, líder e sponsorDefinir – Idêntica ao DMAIC
Medir – Determinar qual o estado atual (baseline) do que se esta querendo melhorar.Medir – Entender e priorizar as necessidades dos clientes, tendo bem claro quais são essas prioridades mais importantes
Analisar – Identificar e priorizar as causas raízesExplorar – Criar alternativas de design para o assunto em questão
Melhorar – Criar soluções, priorizar soluções, fazer pilotos e planejar implementação em larga escalaDesenvolver – Decidir o design final e documenta-lo. Preparar plano para o piloto.
Controlar – Implantar mecanismos para garantir que o que foi melhorado não regridaImplementar – Avaliar os resultados dos pilotos e planejar implementação em larga escala.

Qual seria a melhor opção DMAIC ou DMEDI?

Esta decisão tem causado muita apreensão quando há a necessidade de se decidir por qual caminho ir. Mas a resposta é simples, se duas perguntas forem feitas.

A primeira pergunta seria: É um produto, processo ou serviço já existente? Se a resposta for sim, então é DMEDI, se a resposta for não, a segunda pergunta é: O processo atual se melhorado atende o cliente? Se a resposta for sim, então é DMAIC, senão é DMEDI.

Exemplos de aplicação do DMEDI?

As etapas do DMEDI tem uso bem amplo nas empresas, e abaixo podem ser vistos alguns exemplos:

Desenvolvimento de nova liga para trilhos de trem

Desenvolvimento de novo processo para recebimento de materiais

Desenvolvimento de novo prensador de sucatas

Desenvolvimento de novo processo de atendimento ao cliente

Desenvolvimento de novo conceito de moto ou carro

Comente