Já dissemos aqui: melhorar o desempenho para se manter competitivo é uma realidade que o mercado conhece. Mas as organizações, empresas e marcas passaram a entender que todas as oportunidades e perspectivas que apontam para elevar a competitividade, eficácia e os sistemas logísticos que envolvem as atividades são um pilar de sustentação dessa evolução.

 

São o que tornam essas operações de alto nível interdependentes. Por isso, a filosofia da Logística Enxuta ou Logística Lean é considerada uma evolução da filosofia Lean Manufacturing.

 

Para entender a Logística Lean, vale a pena lembrar dois conceitos:

 

  • Logística, que inclui o estoque, armazenamento, aquisição, fluxos de dados relacionados a todos eles, assim como a estratégia e organização de canais de utilização ou comercialização desses materiais. A meta é sempre otimizar a relação entre custos e benefícios desses processos, assim como a rentabilidade que resultam deles, em curto, médio e longo prazos.

 

  • Gestão da cadeia de valor, que envolve os materiais, mas é mais amplo do que o conceito de logística, pois inclui as relações com fornecedores e clientes, as atividades de ciclos de produção e a distribuição final do resultado, até o ponto de venda.

 

A filosofia da Logística Enxuta percorre todos esses processos. Usar ferramentas para combater desperdício, crescer o desempenho, reduzir custos, monitorar as operações logísticas primando pela manutenção da qualidade são alguns de seus fundamentos.

 

E ainda que a logística seja uma área tradicional da indústria ou empresa, e tenha práticas consolidadas, o fluxo eficiente de informações e material é vital para agregar valor ao que se produz ao final da cadeia e à percepção que o cliente tem dessa entrega. A Logística Lean potencializa todo o sistema.

 

Fluidez na Prática

Ferramenta que veio da filosofia Lean Manufacturing, o Mapa de Fluxo de Valor é muito utilizado na Logística Lean, já que é o diagrama das etapas, movimentações, dados e suprimentos envolvidos no atendimento ao cliente.

 

O Mapa de Fluxo de Valor desenha os processos e permite identificar as melhorias, possibilitando que se definam ações que impactem de maneira eficaz o resultado final.

 

Tudo é visto sob a ótica do cliente, portanto, as tomadas de decisão sobre o que será eliminado ou diminuído têm que ser assertivas e identificar pontos de aproveitamento, que reforcem as vantagens do investimento no que está sendo desenvolvido.

 

Lembre-se, o Mapa de Fluxo de Valor:

  • Diminui os desperdícios do desenvolvimento de um processo/produto.
  • Ajuda a determinar os processos-chave desse desenvolvimento, em cada setor e na empresa.
  • Permite estruturar um sistema de indicadores de desempenho.
  • Aumenta a sustentabilidade enquanto estimula a cultura focada na melhoria contínua.

 

Processos enxutos precisam ter lotes de fornecedores e clientes enxutos!

 

Manter um armazenamento eficiente depende de um lote pequeno, uma vez que os lotes de matéria-prima devem ser reduzidos, junto com lotes intermediários e produto final.

 

Mas não adianta transferir essa responsabilidade ao fornecedor ou a outras ‘pontas’ do processo, apenas solicitando que entreguem menos produto, por exemplo. O conceito está justamente em diminuir a possibilidade de gerar problemas e delimitar os tamanhos dos lotes gerados, e para isso, a solução é investir em recursos competentes, que suportem essa decisão e tornem o processo, em todas as etapas, mais eficientes.

 

Uma das técnicas é um método de entrega, o milk run, inspirado justamente nas entregas de leite. Essa corrida faz com que o transportador atenda necessidades semanais, ao mesmo tempo em que recolhe entregas diárias, portanto lotes menores, em cada fornecedor. A inspiração é simples e eficiente: perecível, o leite é entregue ao mesmo tempo em que se pega a ração do gado, por exemplo, economizando custos de transporte, por exemplo.

 

Foco: aumentar a frequência da entrega de suprimento, produto intermediário e final!

 

A regularidade com que as entregas para clientes e fornecedores acontecem tende a ser elevada na Logística Lean, justamente porque os lotes são menores e é fundamental que, antes de elaborar e implementar essa gestão, deve-se focar o cumprimento sistemático desse objetivo.

 

Comente