Parece óbvio dizer que os superiores, ou seja a liderança é importante para administrar projetos e obter resultados, mas a verdade é que essa é uma habilidade que pode ser adquirida. Ainda assim, os responsáveis por projetos são profissionais que dependem dessa característica para realizar o seu trabalho.

Junto com eles, equipes inteiras necessitam do líder, que os levará a atingir os resultados.

Mas o que os superiores ou líderes precisam ter?

Entre diversas características, algumas podem ser fundamentais para os superiores, como:

  • Humildade para reconhecer onde é falho e para ter sensibilidade em tratar com as falhas dos outros.
  • Ser um ótimo observador, com capacidade de analisar o entorno e encontrar soluções.
  • Empatia para vivenciar pelo olhar do outro uma dificuldade ou problema; colocando-se no lugar dele e, por essa capacidade, também saber como mantê-lo motivado.
  • Buscar atualização e conhecimento sempre, ampliando a visão gerencial e sua eficácia técnica.
  • O superior precisa ser ótimo ouvinte, o que faz com que se comunique muito bem.
  • Participativo, conhecedor do processo e que saiba delegar tarefas, inspirando uma postura confiável e leal dentro do ambiente profissional.

De qualquer maneira, ser líder é parte de um comportamento esperado nas empresas e muito buscado pelo mercado. É responsabilidade de uma boa liderança o gerenciamento de projetos e, para conseguir que sejam realizados com sucesso, esses líderes precisam:

  1. Cultivar um ambiente de trabalho equilibrado: a harmonia é fundamental, por isso sua capacidade em manter todos no mesmo ritmo, apaziguando divergências, será um pilar para gerenciar grandes, médias ou pequenas equipes, em cada fase da proposta.
  2. Manter o time bem treinado: munir os funcionários com informações e, acima disso, orientar e ensinar a cada um, fazendo com que todos estejam aptos a concluir tarefas, metas, especificações e objetivos do projeto.
  3. Aumentar a produtividade: ao líder cabe estruturar a empresa para que projetos cumpram a função de otimizar os resultados. Para isso, deve ser uma figura bem definida e sedimentada pelo respeito dentro da equipe, de maneira que consiga guiar as decisões e direcionar os interesses. Ele precisa de uma capacidade analítica aguçada e rápida para direcionar o projeto e as pessoas para o melhor resultado, continuamente.
  4. Tirar o melhor de cada um, e do todo: levar a empresa a atingir seu potencial máximo. Essa é a expectativa do mercado e da empresa sob o papel da liderança. Uma gerência ativa de projetos consegue entender os recursos que dispõe individualmente, conhece seus colaboradores, e extrapola essas diferenças em resultados comuns. Ele adapta as habilidades únicas ao objetivo comum, e faz com que todos componham uma força coletiva em direção a um só alvo, sob um olhar comprometido com o projeto e o grupo. Ele inspira e executa, extraindo potencial máximo.

Outro ponto importante para os superiores. e muito demandado no dia a dia de empresas, instituições e organizações é que o líder se ‘vista’ de toda acessibilidade e comprometimento para acompanhar o trabalho das pessoas, dando suporte aos problemas que aparecerem e impulsionando as pessoas a tomarem iniciativa para resolvê-los, sem que se sintam inferiores.

É um negociador eficaz, que consegue cobrar os colaboradores e também solicitar aumentar prazos, diante de uma necessidade real deles. Alguém cuja presença faz com que a tarefas sejam executadas sob um olhar atento dele, uma solicitação natural da equipe.

É importante o líder demonstrar buscar o melhor para o todo. E pode parecer óbvio reforçar esse conceito, mas a realidade é que o desafio da liderança em passar uma imagem de força, inspiração e tomada de decisões assertivas exige muito autoconhecimento.

Por isso, para o líder, fica uma pergunta a ser levada com sutileza e cuidado: vale a pena a equipe investir em olhar para você como líder? Você é parte fundamental do time e, espera-se que tenha o olho treinado para as necessidades dele, assim como tem todos os olhos do time voltados para você.

Norte – essa é a palavra chave da liderança efetiva. Tecnologia, estratégia, tática afiada e os projetos a serem implementados são importantes e, acima de todos eles, consolidar a missão da empresa e a entrega de resultados.

O gerenciamento de projetos também passa pelo uso de conceitos do PMP – Program Management Project para que sua efetividade seja maior, e para tanto é preciso uma certificação PMP.

Motivar as pessoas para que as lições que se aprendem no trabalho e a maneira como se executam as tarefas inspire a vida, a postura diante dela e a visão ampliada para o que deve ser prioridade e o que se pode abrir mão.

 

superiores

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado.