Uma das principais ferramentas de uma gestão eficaz, eficiente e que consiga comprometer a todos é engajar as pessoas no propósito da empresa. Para participar de uma maneira colaborativa e interessada na empresa, as pessoas precisam entender de maneira clara o que deverá guiar suas atividades, e é o que a gestão à vista faz pela melhoria contínua, no cotidiano.

 

A gestão clara traz como vantagens diretas:

  • A possibilidade de aumento efetivo da performance: todos podem monitorar os resultados dos desempenhos das equipes e do time, como um todo. Esse reforço é vital para se criar cultura interna, evitando que a falta de conhecimento seja um entrave.
  • Uma atualização ininterrupta: quando dados são expostos e acompanhados pelos grupos de trabalhadores da empresa, os processos podem ser vistos e a evolução do trabalho, positiva ou negativa, pode ser mantida, corrigida ou ajustada.
  • Hábito em entender as atividades por fatos e números conhecidos: quando as informações passam a ser os balizadores do trabalho, o conhecimento entra nas tomadas de decisão de uma maneira assertiva, e a eficiência tende a ser muito maior. Eles também possibilitam visualizar tendências, o que pode se transformar em tática e estratégia para melhorar o negócio.

Tudo isso estimula as pessoas a alcançar os metas e resultados mais prontamente, e pode acabar estimulando que façam o mesmo na esfera pessoal. Isso porque a gestão à vista é, antes de tudo, uma ótima maneira de comunicar-se internamente e manter o alinhamento das pessoas ao planejamento macro do negócio, esforçando-se de maneira natural para melhorar continuamente e atingirem seus objetivos.

 

E como fazer?

Para implementar esse tipo de administração, é preciso definir as informações que serão compartilhadas, de maneira coerente, relevante e que desperte o interesse internamente. A gestão à vista está acessível e, acima de tudo, fácil de entender!

Dados simples, que podem influenciar as pessoas a criar novas ideias para melhorar o trabalho, já que os frutos das atividades de todos estão traduzidos pela gestão à vista. Essa organização também coloca cada colaborador como parte do resultado, e faz com que a capacidade de atingir seja um importante motivador para uma postura colaborativa.

A gestão à vista também pode ser feita por meio de quadros de aviso com folhas impressas, mas neste artigo concentraremos o foco em sistemas informatizados chamados dashboards.

Os dashboards são uma ferramenta poderosa de disponibilização de informações. São softwares de gestão, mas também painéis visuais, que concentram e centralizam uma série de informações que juntas desenham o funcionamento da empresa. Permitem que essa performance possa ser acompanhada e ainda funcionam como centrais de controle, com gráficos visíveis, de fácil entendimento.

Na gestão à vista é fundamental monitorar o desempenho de maneira democrática, para que todas as equipes e processos que envolvem os resultados tenham a possibilidade de uma análise rápida e simples, que esteja sempre à mão.

Por serem informações integradas e geridas em um software, sua atualização é automática. Portanto, os dados mais recentes e os históricos têm peso assertivo em uma tomada de decisão e contribuem definitivamente para a melhoria contínua, além de ser um dos pilares da qualidade.

Dentro dos dashboards de gestão à vista, o detalhamento sobre os responsáveis por cada tarefa contribui para eliminar inconformidades, assim como mostra status e os tipos de ocorrência. Isso ajuda os gestores a criarem tratativas, avaliar riscos, medir o impacto e criticidade de cada problema que possa surgir, o que melhora (muito) a gestão das pessoas e dos planos de ação criados, a cada momento, dentro de uma empresa.

 

Dashboard: seu melhor amigo

Vale a pena investir em dashboards incríveis, ou seja: elaborados de acordo com as necessidades específicas. As empresas podem sistematizar essa ferramenta para demandas e perfis das equipes. Essa customização é não só possível, como desejável e extremamente estratégica para fazer com que o processo de melhoria contínua seja intrínseco à adoção da gestão à vista.

Veja a seguir um exemplo de Dashboard:

DASHBOARD

Fonte: https://powerbi.microsoft.com/pt-br/features/

O foco é ver a tática em cada etapa: fazer com que todos compreendam o que está sendo feito, saibam onde devem chegar, entendam o que pode ser melhorado nesse caminho, como a atuação de cada um afeta o processo e de que maneira todos chegam aos resultados. O engajamento vira palavra de ordem e o crescimento e a evolução (individual e do time), resultados certos!

 

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado.