Na aplicação do Lean Manufacturing, a fabricante de automóveis Toyota é considerada uma referência, pois ela criou um sistema próprio de produção e com isso obteve resultados excelentes quando comparados ao sistema de produção em massa, a qual era utilizado pelas montadoras americanas e europeias na época. Empresas de diferentes áreas passaram a criar sistemas de produção parecidos com a da Toyota, como por exemplo: Chrysler, GM, Ford, empresas de bens de consumo, metalurgia e aeroespacial.

 

Ferramentas de gestão

Na produção enxuta, algumas técnicas e ferramentas são empregadas, tais como: Quality Function Deployment (QFD), células de produção, Kanban, Círculos de Controle de Qualidade (CCQ), etc., permitindo assim uma produção extremamente flexível e moldável apesar da sua complexidade.

Por exemplo, a gerência da Toyota reconhece que os maiores problemas estão nos detalhes, pois isso garante que o trabalho seja altamente especificado. Quando um banco é montado num carro, todos os parafusos são apertados na mesma sequência, num mesmo tempo e no torque correto. Esse tipo de especificação é válido para todas as atividades e níveis hierárquicos da empresa, o que facilita ao funcionário saber se está realizando sua tarefa corretamente, o que reduz a variação no processo e permite que correções sejam feitas imediatamente no caso de desvios.

Comente